+B

Pesquisa na Babbel

Pesquisa acadêmica comprova a eficácia da Babbel no desenvolvimento de competências orais

Descubra o porquê

Pesquisadores independentes descobriram que o aplicativo da Babbel é uma forma eficaz e eficiente de aprender um novo idioma. As pesquisas revelam que o foco da Babbel em conversação cotidiana permite que os usuários interajam com confiança em uma série de conversas práticas na vida real.

Eu posso aprender a falar um idioma com a Babbel?

Sim. Segundo pesquisas conduzidas por acadêmicos de instituições como a Universidade da Cidade de Nova York (CUNY, na sigla em inglês), a Universidade Estadual de Michigan (MSU, na sigla em inglês) e a Universidade Yale, a eficácia da Babbel foi comprovada. Com frequência, a Babbel conduz estudos empíricos em colaboração com pesquisadores independentes para examinar a eficácia de sua metodologia: Em um esforço para fornecer transparência sobre a eficácia do nosso aplicativo na preparação dos usuários para falar um novo idioma, nós passamos por vários estudos empíricos rigorosos que examinaram os resultados de aprendizagem de usuários reais da Babbel. Então, a Babbel é realmente eficaz? De acordo com pesquisas conduzidas por acadêmicos de instituições prestigiadas como a Universidade da Cidade de Nova York (CUNY, na sigla em inglês), a Universidade Estadual de Michigan (MSU, na sigla em inglês) e a Universidade Yale, a resposta é positiva. Juntos, esses estudos comprovaram que a Babbel é uma forma eficaz de aprender um novo idioma e desenvolver competências orais. Com o aplicativo da Babbel, é possível aprender de verdade. Você pode avançar suas competências linguísticas e se comunicar no novo idioma.

(1) Uma equipe de pesquisa do Centro de Estudo de Línguas da Yale analisou a eficácia da Babbel no desenvolvimento da proficiência oral. Foram recrutados 117 participantes de várias faixas etárias: 75% deles com mais de 40 anos e 50%, com mais de 55 anos. Com o foco em norte-americanos sem qualquer conhecimento prévio de espanhol, o estudo determinou que 100% dos participantes melhoraram sua proficiência oral no idioma em três meses, com ganhos na proficiência oral nos níveis principiante e intermediário.

(2) Em outro projeto, conduzido em colaboração com linguistas aplicados do programa Estudos sobre Segunda Língua da Universidade Estadual de Michigan, “praticamente todos os participantes do estudo aprimoraram seu conhecimento do idioma e/ou sua habilidade de se comunicar”. O estudo recrutou 54 universitários da MSU para aprender espanhol com a Babbel. Após cerca de três meses, os autores do relatório descobriram que os ganhos na aprendizagem em relação à proficiência oral, ao conhecimento gramatical e ao conhecimento de vocabulário estavam associados a quanto tempo os participantes passaram usando a Babbel. Isso significa que quanto mais tempo os participantes passaram na Babbel, maiores foram as chances de mostrarem progresso nessas áreas. Depois de 10 horas estudando com a Babbel, 96% dos participantes do estudo da MSU tiveram pontuações mais altas em provas de gramática e vocabulário, enquanto 73% passaram a falar espanhol melhor. Além disso, as pessoas que estudaram tanto no nível principiante quanto no intermediário melhoraram suas competências orais.

(3) Um estudo abrangente realizado por pesquisadores da Universidade da Cidade de Nova York sobre a eficácia dos cursos de espanhol da Babbel revelou que usuários totalmente principiantes, sem qualquer conhecimento de espanhol, precisam, em média, de 15 horas de estudo por um período de dois meses para cumprir os requisitos de um semestre acadêmico em Língua Espanhola.

Como a Babbel me ajuda a melhorar minhas competências orais?

Os mais de 150 especialistas em idiomas da Babbel desenvolveram cursos para ajudar quem está aprendendo a ter conversas relevantes no novo idioma rapidamente. A Babbel define uma aprendizagem de idiomas bem-sucedida como a habilidade de aplicar as competências adquiridas com o aplicativo da Babbel na vida real imediatamente — competências como ser capaz de acompanhar uma conversa e se expressar com confiança. Para ajudar quem está aprendendo um idioma novo a se comunicar o mais rápido e eficazmente possível, os cursos em todos os níveis de proficiência — incluindo cursos para iniciantes — introduzem frases práticas e expressões usadas na vida cotidiana. Os cursos da Babbel são criados com base nas competências delineadas em quadros de aprendizagem de idiomas de alta aceitação e segue metodologias testadas desenvolvidas para ajudar as pessoas a elevar suas habilidades linguísticas progressivamente.

Com o foco em competências comunicativas práticas, a Babbel introduz gramática e vocabulário no contexto de situações cotidianas. Por exemplo: para pedir um café de forma educada em inglês, deve-se usar please e um verbo condicional (can ou may, por exemplo). Quem aprende inglês não precisa entender todo o conceito gramatical dos verbos condicionais para conseguir pedir um café — só uma pequena parte: Can I please have a double espresso? (“Eu posso ter um espresso duplo, por favor?”, em tradução literal) A aplicação prática de palavras e frases úteis é o foco dos usuários no nível iniciante, trabalhando gradualmente em direção a tópicos mais complexos.

O que eu serei capaz de fazer após usar a Babbel?

Quem usa a Babbel com regularidade adquire uma série de competências práticas no idioma. Pesquisadores que analisaram a Babbel concluíram que o aplicativo consegue melhorar a habilidade oral prática dos usuários no idioma estrangeiro e que até após períodos de estudo relativamente curtos, os usuários da Babbel conseguem se expressar em situações do dia a dia. Pesquisadores da Universidade Estadual de Michigan (MSU) e da Universidade Yale avaliaram os ganhos na proficiência oral dos participantes após cerca de três meses aprendendo com a Babbel, mensurando a habilidade linguística funcional e a capacidade de interagir e ter conversas naturais com falantes nativos.

Em ambos os estudos, os ganhos na proficiência oral dos participantes foram avaliados com um instrumento chamado Entrevista de Proficiência Oral por Computador (OPIC, na sigla em inglês), um teste oral que é uma forma confiável de avaliar quão bem uma pessoa fala um idioma estrangeiro. Esse teste computorizado mede as habilidades no idioma de acordo com os critérios definidos nos Guias de Proficiência Linguística Oral da ACTFL (Conselho Americano para o Ensino de Línguas Estrangeiras) 2012 - Fala. Essas classificações fornecem uma métrica para descobrir a habilidade funcional da comunicação oral em um idioma estrangeiro e são divididas em quatro níveis: Principiante, Intermediário, Avançado e Superior, incluindo também subníveis (p.ex., Principiante Baixo, Principiante Médio, Principiante Alto). "

Escala de proficiência da ACTFL

Após cerca de 3 meses aprendendo espanhol com a Babbel, a maioria dos participantes, tanto nos projetos de pesquisa da MSU quanto da Yale, se classificou no nível Principiante. Quem atinge esse nível normalmente é capaz de:

  • Falar sobre a família.
  • Dar informações sobre o horário, datas e o clima.
  • Indicar as horas e a localização de um evento.
  • Apresentar-se e dar informações pessoais básicas.
  • Comunicar informações básicas sobre si mesmo e conhecidos.

Ao todo, 44,4% dos participantes da amostra final da Yale atingiram o nível Principiante Alto ou acima, enquanto 39% dos participantes do estudo da MSU chegaram ao nível Principiante Alto no pós-teste do OPIC. Uma pontuação no nível Principiante Alto equivale ao nível A1 do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR, na sigla em inglês) No estudo da Yale, o tempo médio de estudo necessário para atingir a nível Principiante Alto foi aproximadamente 46 horas. No estudo da MSU, foram necessárias apenas 12 horas. Falantes não nativos classificados no nível Principiante Alto em proficiência oral podem, em geral:

  • Trocar informações pessoais.
  • Pedir por e dar direções simples.
  • Fazer pedidos em restaurantes e realizar uma compra.
  • Falar sobre problemas de saúde e dores.
  • Perguntar e falar sobre membros da família e suas características."

Os usuários consideram que a Babbel é eficaz?

Sim. Os usuários da Babbel concordam firmemente que a Babbel os ajudou a atingir suas metas e é uma maneira conveniente de aprender um idioma. Em um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade Yale:

  • 91% gostaram da experiência de aprender com a Babbel
  • 90% dos usuários da Babbel disseram que os cursos são organizados e fáceis de acompanhar
  • Ao todo, quase 75% dos inquiridos sentiram ter atingido suas metas
  • 95% dos usuários consideraram a Babbel uma maneira conveniente de aprender um novo idioma

Em um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Cidade de Nova York (CUNY, na sigla em inglês):

  • 92% dos inquiridos consideraram agradável usar a Babbel
  • 99% dos participantes declararam que continuariam usando a Babbel
  • Quase 95% dos inquiridos consideraram a Babbel fácil de usar e útil para estudar espanhol
Visite a sala de imprensa

Você sabia?

Relatório sobre as descobertas do estudo sobre a eficácia.

Ganhos na aprendizagem em termos de proficiência oral, conhecimento gramatical e conhecimento de vocabulário estão associados a quanto tempo os participantes passaram na Babbel.

Fontes

  1. Van Deusen-Scholl, N., Lubrano, M., & Sporn, Z. (2019, July). Measuring Babbel’s Efficacy in Developing Oral Proficiency (Rep.).

  2. Loewen, S., Isbell, D. R., & Sporn, Z. (2020). The effectiveness of app‐based language instruction for developing receptive linguistic knowledge and oral communicative ability. Foreign Language Annals. doi:10.1111/flan.12454

  3. Vesselinov, R., & Grego, J. (2016, September). The Babbel Efficacy Study (Rep.). Retirado do site Compare Language Apps