Bicicletas de serviço em vez de carros: de bicicleta na pista de ultrapassagem – e três vezes ao redor do mundo

Quando você ouve Babbel, você provavelmente pensa logo em aprender idiomas e talvez, logo em seguida, na sua próxima viagem, quando você finalmente vai poder pôr em prática os conhecimentos recém-adquiridos de um novo idioma. Mas, você já ouviu falar das bicicletas da Babbel? Se ainda não, está na hora de ouvir (ler)!
Escrito Por Sandra Halter
28/07/2016
Bicicletas de serviço em vez de carros: de bicicleta na pista de ultrapassagem – e três vezes ao redor do mundo

Quando você ouve Babbel, você provavelmente pensa logo em aprender idiomas e talvez, logo em seguida, na sua próxima viagem, quando você finalmente vai poder pôr em prática os conhecimentos recém-adquiridos de um novo idioma. Mas, você já ouviu falar das bicicletas da Babbel? Se ainda não, está na hora de ouvir (ler)!

Há mais de dois anos, desde maio de 2014, para ser exato, a Babbel disponibiliza bicicletas aos funcionários fixos gratuitamente – as chamadas bicicletas de serviço. Com isso, a Babbel  foi uma empresa inovadora, disponibilizando-as não só para o trajeto do trabalho, mas também para o uso particular diário. Até mesmo nas viagens de férias, as bicicletas podem ser levadas. Desde então, as bicicletas que têm um design exclusivo em um chamativo laranja “cor-de-Babbel” fazem parte do cenário de Berlim.

„As bikes da Babbel são ótimas“, diz o Gerente de Comunicações Sam Taylor. “Quando eu comecei na Babbel, eu pedi logo uma, e ando com ela quase todos os dias. O melhor de tudo é que eu não preciso me preocupar com nada porque a empresa oferece revisões e reparos regulares.”

BikesTalvez haja um ou outro leitor fiel do Blog da Babbel que tenha neste momento a impressão de já ter ouvido falar nisso. E com razão: nós já relatamos sobre a ideia e a implantação das bicicletas da Babbel em nosso artigo Roll on: a história das bicicletas da Babbel. Isso foi há mais de dois anos, e na época, não se sabia que isso seria um sucesso. Hoje, está claro que não é possível imaginar nossa vida sem as mais de 100 bicicletas até hoje oferecidas.. Para saber um pouco mais sobre o impacto desse benefício nós perguntamos às pessoas que melhor podem falar sobre o assunto: os funcionários.  

O resultado: a cada três funcionários da Babbel, um vai com regularidade de bicicleta ao trabalho, até mesmo na neve, frio glacial ou chuva. Afinal, não existe tempo ruim, mas sim, roupas erradas (para o ciclismo). Alguns percorrem diariamente 20 quilômetros ou mais no caminho de ida e volta ao trabalho. Esse dado é bem interessante, poisquem mora a mais de cinco quilômetros de distância do escritório de Berlin-Kreuzberg temdireito a passagens para transporte público, em vez da bike da Babbel.  

Juntas, as bikes da Babbel já devem ter percorrido o equivalente a 3 vezes o prímetro da Terra – apenas com o trajeto de ida e volta ao trabalho. Mas elas são usadas também para tarefas particulares a qualquer momento. Muitos substituíram a própria bicicleta antiga pela bicicleta da Babbel. Os longos trajetos para o trabalho e os passeios de fim de semana somam até 200 quilômetros fazem parte do repertório esportivo dos funcionários da Babbel.
Bikes“Eu fico muito satisfeito que as bikes da Babbel sejam usadas com tanta frequência, mas não é nenhuma surpresa: especialmente em Berlim, é possível percorrercurtas distâncias muito mais rápido de bicicleta do que de carro. Eu acho que em 15 anos, andar de carro pela cidade vai nos parecer tão absurdo quanto fumar no escritório hoje”, diz Markus Witte, CEO da Babbel. “Além disso, um carro de serviço é frequentemente destinado a poucos, enquanto nós disponibilizamos a todos os funcionários uma bicicleta de alta qualidade, segura e, claro, bonita.”

Só há um porém: infelizmente, não são só os funcionários da Babbel gostam das bikes da Babbel – cerca de 30 das chamativas bicicletas de serviço já foram roubadas em Berlim. Então, se lhe oferecerem uma bicicleta da marca “Babbel” em algum lugar, você já sabe de onde ela vem.

Author Headshot
Sandra Halter
Sandra Halter cresceu na pequena cidade de Heidenheim an der Brenz, na Alemanha, até que se mudou para Berlim, em 2002. Depois de estudar ciências sociais e políticas nas capitais alemã e francesa e de passar por uns tantos outros lugares, ela felizmente começou a escrever para a Babbel. Seu desejo (não tão) secreto continua sendo o de cobrir a próxima entrega do Oscar ou algum casamento real.
Sandra Halter cresceu na pequena cidade de Heidenheim an der Brenz, na Alemanha, até que se mudou para Berlim, em 2002. Depois de estudar ciências sociais e políticas nas capitais alemã e francesa e de passar por uns tantos outros lugares, ela felizmente começou a escrever para a Babbel. Seu desejo (não tão) secreto continua sendo o de cobrir a próxima entrega do Oscar ou algum casamento real.

Artigos recomendados

Estudo acadêmico revela que, ao utilizarem a Babbel, estudantes de idiomas motivados conseguem melhorar suas habilidades de conversação, bem como seus conhecimentos de gramática e vocabulário

Estudo acadêmico revela que, ao utilizarem a Babbel, estudantes de idiomas motivados conseguem melhorar suas habilidades de conversação, bem como seus conhecimentos de gramática e vocabulário

Apesar do sucesso comercial e da crescente presença dos aplicativos de ensino de idiomas, ainda há pouca informação disponível sobre os reais resultados obtidos por quem aprende com esse método de aprendizado. A Babbel se preocupa em oferecer transparência sobre como estudantes que se dedicam podem melhorar suas habilidades de conversação. É por isso que […]
Escrito Por Zach Sporn

Aprenda francês como você aprenderia na França

Aprendiz de idiomas e professora entusiasta, Caroline adora brincar com línguas e compartilhar seus métodos favoritos para alunos autônomos. Ela aprendeu inglês e alemão na escola, russo sozinha em Moscou e agora está aprendendo italiano com a Babbel, onde trabalha como editora de cursos em nossa equipe de didática. Depois de ter ensinado francês no […]
Como a Babbel pode complementar cursos tradicionais de idiomas e promover a integração de pessoas em outros países

Como a Babbel pode complementar cursos tradicionais de idiomas e promover a integração de pessoas em outros países

Zach trabalha na equipe de Comunicação da Babbel, estabelecendo parcerias entre a Babbel e  projetos de pesquisa com dedicados linguistas, bem como acadêmicos de diferentes disciplinas. Abaixo ele descreve um estudo de caso conduzido recentemente com uma equipe de pesquisa da Universidade de Gotemburgo, na Suécia. Os resultados do estudo demonstram como o uso de […]
Escrito Por Zach Sporn