Como criar um novo hábito de aprendizado

Saber como criar um novo hábito de aprendizado é crucial para os seus objetivos de longo prazo. Veja como podemos ajudar a criar hábitos que mantêm a motivação no aprendizado regular de um idioma.
Author's Avatar
ESCRITO POR Babbel
Como criar um novo hábito de aprendizado

Nós sabemos que uma parte importante do aprendizado é a repetição e a regularidade. E, apesar de parecer meio chato, não tem como ignorar este fato.

Um comentário frequente de quem usa a Babbel é “eu não consigo encontrar tempo para aprender com regularidade.” Você já ouviu algo parecido? Ou disse algo semelhante? Quantas vezes você já chegou ao fim de um dia estressante e não conseguiu encontrar nem mesmo aqueles dez minutinhos só para você?

Acontece que existe uma maneira de criar uma nova rotina em nossas vidas. Tudo começa com a escolha de um novo comportamento diário que, ao contrário do que se acredita, não precisa ser adotado em um horário específico. Ele deve, sim, ser incorporado ao dia a dia de forma natural.

Veja aqui como você pode criar um novo hábito de aprendizado em apenas 3 passos:

1. Utilize um lembrete – um hábito que você já tem

O principal ingrediente para que possamos criar um novo hábito não é o tempo, mas algo que está já está estabelecido, um dos nossos hábitos diários.

O que queremos dizer com hábitos diários?

Estamos nos referindo a coisas que você faz todos os dias sem pestanejar, sem pensar, pois elas se tornaram – ao longo do tempo – parte de suas tarefas diárias. Pense em coisas como fazer o café todas as manhãs ou escovar os dentes todas as noites.

Todos nós temos hábitos comuns que fazemos todos os dias e que, frequentemente, dependem da situação em que nos encontramos: durante a semana de trabalho, durante as férias ou nos fins de semana. O mais legal de tudo isso é que esses hábitos são como lembretes diários que podemos usar para engatilhar o aprendizado de um novo hábito.

Algumas dicas que podem ajudar a escolher um desses hábitos como lembretes:

  • Precisa ser um hábito diário natural, ou seja, algo que você sempre faz
  • Precisa ser algo que aconteça sempre. Algo incerto (“que faço quando estou com vontade”) não funciona
  • Precisa corresponder à frequência que você quer que o seu novo comportamento seja realizado. Se você quer que o seu novo comportamento ocorra uma vez ao dia, escolha algo que você faz somente uma vez por dia (por exemplo, “antes de ir para cama, eu ligo o meu o despertador…”)
  • Precisa estar relacionado ao seu novo comportamento, quanto a tema e local. Por exemplo, “depois de eu deixar as crianças na escola” pode não ser uma boa escolha, para se habituar a fazer 10 flexões por dia, pois pode haver um intervalo de tempo entre os dois hábitos

O hábito é algo muito pessoal: você precisa decidir qual é o melhor para você de acordo com as suas circunstâncias pessoais e o seu estilo de vida.

2. Crie uma fórmula

Essa ideia é incrivelmente simples e funciona. Você precisa somente criar uma espécie de fórmula que você vai utilizar todos os dias.

Uma fórmula pode ter vários fatores:

Depois de (hábito estabelecido), eu irei (novo hábito que você quer aprender).

Assim, vamos utilizar um exemplo qualquer: você quer se habituar a aprender um idioma com a Babbel dez minutos todos os dias. Neste caso, um pequeno passo seria visitar o site da Babbel, nem mais, nem menos. Sua primeira fórmula pode ser assim:

Depois que eu tomar o meu café da manhã, eu vou para a página da Babbel.

ou então assim:

Depois de escovar os meus dentes todas as noites, eu vou para a página da Babbel.

Nesse momento, você deve estar pensando “Sério? Simplesmente visitar o site já é o suficiente? Como isso vai me ajudar?”

Bem, a simplicidade do comportamento é, na verdade, fundamental para a criação do seu novo hábito. Quando o psicólogo de Stanford BJ Fogg queria treinar a si mesmo para usar fio dental, ele começou passando fio dental em somente um dente.

A sua prioridade, neste ponto, não é definir uma tarefa diária trabalhosa e desafiadora (como completar um lição inteira), mas encontrar algo que realmente funcione com uma espécie de gatilho para você. Uma vez que você se acostumou a fazer isso, você pode começar a aumentar o desafio.

A chave para a fórmula dar certo é encontrar algo viável onde você poderá encorporar o seu novo comportamento. Testar e adaptar sua fórmula é parte do processo de aprendizado!

3. Aumente seu rendimento

Se você encontrou uma fórmula que funcione, você já fez a parte mais difícil. Isto porque, como já dissemos, a maior dificuldade não é encontrar tempo mas aprender um novo comportamento que se torne parte dos seus hábitos, algo que não precise ser lembrado para ser feito, mais do que isso, é fazer com que isso simplesmente aconteça sem que você precise pensar muito.

Por exemplo, Stephen King escreve algumas páginas antes do café da manhã (um gatilho excelente). Depois que você criou o hábito, você terá dificuldade para interrompê-lo, como qualquer outro hábito.

Assim, voltemos ao nosso exemplo. Depois de você desencadear o comportamento de “visitar a página da Babbel”, você poderá ampliá-lo com “fazer uma lição da Babbel” e isso já será um grande passo para você.

Parece mágica não é mesmo? Mas não é, pois é a forma como nosso cérebro funciona.

Nossa sugestão é que na primeira semana, quando você estiver experimentando a sua nova fórmula, você a escreva em algum lugar visível no mesmo contexto em que seus hábitos acontecem (seja criativo – por exemplo, utilize batom para escrever no espelho do banheiro “depois de escovar os meus dentes, vou visitar a página da Babbel”). Logo, você não precisará mais de lembretes – se o hábito e o novo comportamento funcionar para você.

Esta técnica pode não funcionar para todo mundo, mas vale a pena tentar, e além disso, não custa nada. Quem sabe, funcionará para você!

APRENDA UM NOVO IDIOMA COM A BABBEL
COMECE AGORA
Qual idioma você gostaria de aprender?