Da sala de aula para a palma da sua mão: como um aplicativo para estudar idiomas tornou o aprendizado muito, mas muito mais fácil

O mundo on-line oferece inúmeras possibilidades para você complementar o seu aprendizado de idiomas. Veja aqui alguns dos aplicativos e sites que podem ser muito úteis na hora de aprender uma nova língua.
06/07/2016
Da sala de aula para a palma da sua mão: como um aplicativo para estudar idiomas tornou o aprendizado muito, mas muito mais fácil

Já sabemos que, para aprender um idioma, o velho esquema do aluno sentado na carteira já não é mais suficiente. Atualmente não é apenas a sala de aula que protagoniza o aprendizado, as possibilidades são inúmeras, principalmente no mundo on-line (e atenção especial para o tandem). Dicionários pesados já não são mais tão procurados pelos alunos e exercícios tediosos também não fazem mais parte do programa. O que sobrou? A praticidade dos smartphones, aplicativos para estudar personalizados e uma internet cheia de novidades.

As lições on-line ganharam força não só com a gamificação dos sites, mas também quando o assunto é a parte multimídia: áudios pronunciados por nativos, imagens interessantes e de alta resolução e vídeos bem produzidos em diversas línguas tornaram o antigo sistema de ensino quase obsoleto (vale lembrar que o papel do professor é ainda fundamental para o aprendizado de idiomas, apenas a dinâmica de estudo que está mudando radicalmente).

Eu, que também tenho o desafio de aprender (de novo) um idioma estrangeiro, pesquisei quais ferramentas podem dar aquela ajuda na hora de decorar o novo vocabulário ou ler um texto na língua que está sendo aprendida.

A conclusão? Na hora de estudar sozinho vale tudo: de podcasts a séries na internet passando por jogos de memória. Vamos ver então o que pode ajudar você também a alcançar a tão sonhada fluência?

Lingua.ly

Eu devo admitir que demorei um pouquinho para pegar o jeito, mas quando você entende o mecanismo do aplicativo tudo fica fácil.

O Lingua.ly coleciona textos da web, ou textos que você mesmo adicionou, como um coletor de palavras on-line. À medida que você vai lendo o texto, você pode clicar duas vezes na palavra desconhecida e adicionar à sua lista de palavras. Depois, se você quiser gravar o vocabulário aprendido é só ir no PRATICAR, que ele mostra as palavras marcadas e você tem que lembrar o significado.

Achei bom também o fato de que se você não tem a mínima ideia sobre qual texto ler ou qual site na língua aprendida acessar, o Lingua.ly possui textos separados por assunto e ainda dá o site da origem do texto.

Bacana para quem gosta de passar bastante tempo lendo na web, e claro, já tem um nível mais avançado no idioma.

Memrise

Com o mesmo objetivo de expandir o vocabulário, mas com muito mais gamificação, temos o Memrise.

Sem ser totalmente focado no aprendizado de idiomas, o aplicativo também tem outros temas que podem auxiliar nos estudos, como antropologia ou artes, com definições e conceitos sobre variados temas.

O Memrise, como o próprio nome diz, ajuda você a memorizar através de memes. Os memes são criados pelos próprios usuários e você também pode criar os seus. Além disso, é possível revisar o vocabulário já estudado e aprender novas palavras do idioma escolhido.

O aplicativo também possui uma comunidade de usuários, o que possibilita você criar grupos de estudos com os colegas e trocar informações de como fazer para decorar esta ou aquela palavra.

Fluentu

A linguagem audiovisual predomina em Fluentu. Todos sabemos que assistir a filmes, séries e notícias no idioma aprendido fazem uma grande diferença, além de complementarem de forma divertida o aprendizado.

Fluentu levou a sério essa premissa e fez dos vídeos as lições para aprender. A cada vídeo você pode aprender o vocabulário através da legenda e ainda pausar para ver o significado.

Além dos vídeos, com o Fluentu você também pode usar cartões para memorizar as palavras e fazer exercícios sobre o vídeo assistido, com algumas dicas de gramática.

Bom para quem quer treinar também a audição, já que os vídeos são interessantes e com variados temas e dificuldades.

Gostou das dicas de como estudar com um app? Clique aqui para aprender um novo idioma!

Forvo

É um grande banco de dados quando o assunto é pronúncia. Com o Forvo você pode checar como pronunciar corretamente mais de 10 idiomas, e o conteúdo é feito por usuários e nativos no idioma em que você escolher.

Bom para tirar dúvidas específicas de pronúncia, ou até mesmo para adicionar a sua própria, para ajudar outros estudantes a também alcançar a tão desejada fluência.

Internet Polyglot

Outra boa ferramenta, e de graça, que ajuda a acelerar a memorização é o Internet Polyglot. O design é simples: com jogos a cada lição para memorizar o vocabulário das chamadas lições.

A cada lição o tema é diferente e você ainda pode ouvir as palavras aprendidas. Talvez um lado que deixe o Internet Polyglot não tão interessante é o design, não muito atraente e cheio de propagandas.

Radio Lingua (língua de referência é o inglês)

A ideia parece boa: escutar lições através de podcasts. Muito prático para quem realmente não tem tempo de estudar e passa bastante tempo na rua indo de um lugar para outro.

A desvantagem para nós falantes de português é que a língua de referência é o inglês, portanto para usar é necessário já dominar o idioma do Tio Sam.

Lingro

Outro aplicativo para leitura na web, o Lingro é uma ferramenta prática que nasceu justamente da necessidade dos seus criadores de terem um dicionário on-line em que não fosse necessário mudar a toda hora de aba no navegador. Além de você poder checar o significado das palavras enquanto lê o texto no seu site de origem, o Lingro grava a lista de palavras procuradas e ainda possui uma seção de jogos na qual você pode memorizar o vocabulário da lista de palavras criadas.

Diferente do Lingua.ly, que também possui outros textos no seu arquivo, o Lingro simplesmente funciona como um dicionário on-line dos textos de uma página qualquer que você está lendo.

Bom para ter aberto em uma aba na hora de estudar.

Para ficar fluente

Com tantas ferramentas, agora é só colocar a mão na massa e criar uma rotina para estudar. A dica é: estabeleça metas possíveis. Se você sabe que não tem tempo no seu dia a dia, escolha uma das ferramentas que você possa usar apenas 5 minutinhos no almoço ou enquanto espera na fila do ônibus. Você vai ver que aos poucos o seu aprendizado vai dar resultados.

QUE TAL EXPERIMENTAR O APLICATIVO DA BABBEL?
A PRIMEIRA LIÇÃO É GRÁTIS!
Author Headshot
Sarah Luisa Santos
Sarah Luisa Santos nasceu e cresceu em São Paulo, passou um tempinho em Londres, mas foi parar mesmo é em Berlim. Apesar de ser formada em Artes Visuais, ela decidiu seguir sua paixão por textos e palavras e atualmente divide com a Babbel suas descobertas linguísticas, como editora da Revista da Babbel em português. Siga-me no Twitter.
Sarah Luisa Santos nasceu e cresceu em São Paulo, passou um tempinho em Londres, mas foi parar mesmo é em Berlim. Apesar de ser formada em Artes Visuais, ela decidiu seguir sua paixão por textos e palavras e atualmente divide com a Babbel suas descobertas linguísticas, como editora da Revista da Babbel em português. Siga-me no Twitter.

Artigos recomendados

Como aprender idiomas… sozinho!

Como aprender idiomas… sozinho!

Quando eu aprendo um novo idioma, passo uma quantidade significativa de tempo estudando sozinho. Aqui estão as 7 dicas que eu sigo para manter o foco e aprender de forma independente.
Escrito Por Matthew Youlden
Como passar no exame Toefl ou em qualquer outra prova de idiomas

Como passar no exame Toefl ou em qualquer outra prova de idiomas

O final do semestre está se aproximando e você ainda não estudou para as provas? Não se desespere, existe uma luz no fim do túnel, ou no fim do curso!
Escrito Por David Sumner
Como aprender um novo idioma com aplicativos educacionais

Como aprender um novo idioma com aplicativos educacionais

Hoje em dia existem milhares de aplicativos com várias finalidades. Mas, como qualquer outra ferramenta, esses aplicativos precisam ser usados da forma certa, para que você possa tirar o máximo de proveito deles. Aqui está um um guia de como usá-los, feito por um ávido usuário, viciado em apps.
Escrito Por Ed M. Wood