O que a Babbel está fazendo para ajudar os refugiados na Alemanha?

Diversidade é um dos valores fundamentais da Babbel, e também uma das nossas maiores forças. Por esse motivo, sentimo-nos responsáveis por melhorar a situação dos muitos refugiados que, recentemente, passaram por uma jornada difícil até chegarem à Europa. 
Escrito Por Babbel
14/12/2015
O que a Babbel está fazendo para ajudar os refugiados na Alemanha?

Diversidade é um dos valores fundamentais da Babbel, e também uma das nossas maiores forças. Por esse motivo, sentimo-nos responsáveis por melhorar a situação dos muitos refugiados que, recentemente, passaram por uma jornada difícil até chegarem à Europa. 

Para ajudar nossos novos vizinhos a estabelecerem-se, fizemos uma parceria com quatro entidades que partilham as nossas preocupações:
– o Senado de Berlim
– a associação AWO (Arbeiterwohlfahrt), que providencia abrigo a refugiados
– a Kiron Open Higher Education, que ajuda refugiados a preparar-se para estudar em universidades associadas
– a fundação Hoffnungsträger, que oferece diversos serviços fundamentais a refugiados
 
No total, estamos oferecendo cursos no valor de 1 milhão de euros a essas iniciativas, que oferecem alguns serviços essenciais a recém-chegados – desde o registro inicial até acomodação e a universidade on-line.

Sabemos como oferecer um produto de qualidade aos nossos usuários, mas ensinar um idioma a refugiados é um território totalmente novo para nós. Por isso que é tão importante que trabalhemos com organizações que tenham a competência e a experiência necessárias para oferecer ajuda de modo eficiente. Poderíamos limitarmo-nos a oferecer cursos on-line gratuitamente, mas isso não teria, necessariamente, um impacto concreto. Nossa colaboração com essas entidades garante que o ensino de idiomas alcance diretamente quem mais precisa.

Para garantir que isso aconteça, membros do time da Babbel têm visitado centros de registro de refugiados para oferecer ajuda com a instalação dos aplicativos e o uso dos cursos. Todos os estudantes da Kiron Open Higher Education receberão assinaturas, que também constarão entre os diversos serviços oferecidos pela fundação Hoffnungsträger.

“A língua cumpre um papel crucial para o sucesso da integração”, disse Michael Müller, prefeito de Berlim. “Com a Babbel, estamos possibilitando que refugiados aprendam alemão desde seu primeiro registro em Berlim. Essa abordagem não burocrática beneficia a todos.”

Apesar de recente, o trabalho com nossos colaboradores já se mostrou frutífero. A AWO nos explicou que, apesar da língua nativa da maioria dos refugiados ser o árabe, muitos possuem conhecimentos elementares de inglês ou francês. Como o mesmo ocorre com refugiados de outras partes do mundo, a oferta de cursos nessas duas línguas é a solução mais democrática para todos.
Como explica Manfred Novak, presidente da AWO, “A igualdade é um aspecto central em todos os serviços que oferecemos. Essas duas opções de cursos da Babbel permitem que alcancemos um público mais amplo.”

Além dos cursos on-line, também buscamos garantir que refugiados tenham acesso a educação presencial de qualidade. Há algumas semanas, nossos linguistas, especialistas em educação e professores de idioma profissionais têm oferecido treinamentos a professores voluntários de alemão na sede da Babbel, em Berlim.
 
Por fim, temos o orgulho de anunciar a nossa colaboração com os seguintes programas de apoio a refugiados:

– ABW Berlin
– Europaschule Bremen
– Refugee Home Neuruppin
– Refugee Hostel Planegg
– Refugee Home Unterhaching
– Nordwest Wien

Author Headshot
Babbel
Somos uma equipe de 750 pessoas originárias de 50 países, mas com uma paixão em comum: idiomas. Dos nossos escritórios em Berlim e Nova York, ajudamos outras pessoas a descobrir as maravilhas proporcionadas pelo ensino online de idiomas. Atualmente, oferecemos 14 idiomas de aprendizado — de espanhol a indonésio —, acessados por milhões de usuários.
Somos uma equipe de 750 pessoas originárias de 50 países, mas com uma paixão em comum: idiomas. Dos nossos escritórios em Berlim e Nova York, ajudamos outras pessoas a descobrir as maravilhas proporcionadas pelo ensino online de idiomas. Atualmente, oferecemos 14 idiomas de aprendizado — de espanhol a indonésio —, acessados por milhões de usuários.

Artigos recomendados

Estudo acadêmico revela que, ao utilizarem a Babbel, estudantes de idiomas motivados conseguem melhorar suas habilidades de conversação, bem como seus conhecimentos de gramática e vocabulário

Estudo acadêmico revela que, ao utilizarem a Babbel, estudantes de idiomas motivados conseguem melhorar suas habilidades de conversação, bem como seus conhecimentos de gramática e vocabulário

Apesar do sucesso comercial e da crescente presença dos aplicativos de ensino de idiomas, ainda há pouca informação disponível sobre os reais resultados obtidos por quem aprende com esse método de aprendizado. A Babbel se preocupa em oferecer transparência sobre como estudantes que se dedicam podem melhorar suas habilidades de conversação. É por isso que […]
Escrito Por Zach Sporn
Como a Babbel pode complementar cursos tradicionais de idiomas e promover a integração de pessoas em outros países

Como a Babbel pode complementar cursos tradicionais de idiomas e promover a integração de pessoas em outros países

Zach trabalha na equipe de Comunicação da Babbel, estabelecendo parcerias entre a Babbel e  projetos de pesquisa com dedicados linguistas, bem como acadêmicos de diferentes disciplinas. Abaixo ele descreve um estudo de caso conduzido recentemente com uma equipe de pesquisa da Universidade de Gotemburgo, na Suécia. Os resultados do estudo demonstram como o uso de […]
Escrito Por Zach Sporn
Uma entrevista com Scott Weiss, VP de Design de Produto da Babbel

Uma entrevista com Scott Weiss, VP de Design de Produto da Babbel

  O VP de Design de Produto da Babbel, Scott Weiss, é líder na indústria de experiência do usuário. De aprender a programar quando adolescente a escrever o primeiro livro didático do mundo sobre a experiência do usuário móvel, Scott está na vanguarda do design do produto mesmo antes de o termo ser criado. Desde […]
Escrito Por Babbel