10 passos para se “italianizar”

Nós sabemos que não basta falar “mamma mia” para se tornar um verdadeiro italiano. Clichês à parte, este guia compilado por nossa editora italiana Giulia promete tornar qualquer um de nós um perfeito italiano.
16/09/2015
10 passos para se “italianizar”

1. Originalidade é tudo

Quando surgir um problema, não espere algum expert para resolver, seja criativo e resolva você mesmo. Não sabe como? Improvise! Você já conhece uma solução? Então prepare mais 10 alternativas. Mesmo que você não tenha as ferramentas certas e a expertise necessária, desenvolver soluções ao melhor estilo “Faça Você Mesmo” é muito mais satisfatório do que seguir as regras. Além disso, faça tudo com confiança e um grande sorriso, assim ninguém vai perceber que você está simplesmente inventando tudo ali na hora.

2. Dirija em qualquer estrada como se fosse uma pista de Fórmula 1

Quem é você atrás do volante? Simplesmente mais um motorista anônimo, que deixa a vida passar enquanto espera no trânsito? Um Zé ninguém pedindo permissão para passar?
Não! Você é um piloto de Fórmula 1 e todo o resto da rodovia simplesmente está no seu caminho. Seja impaciente, orgulhoso, rude, e, o mais importante, rápido. E quando você alcançar o seu destino, não perca tempo procurando um lugar para estacionar – use a nossa regra número 1 e invente a sua própria vaga de estacionamento.

3. Fale com as mãos

Esse é provavelmente o estereótipo numero uno, mas sabe do que mais? É realmente verdade. Fazer gestos com as mãos é uma parte intrínseca do nosso discurso, tanto que o legendário artista e designer italiano Bruno Munari fez um catálogo dos nossos gestos e publicou um dicionário visual, Speak Italian: The Fine Art of the Gesture.
Falar italiano com as mãos paradas juntas ao seu corpo é o mesmo que tentar falar com uma fita adesiva na sua boca – deixe suas mãos livres para entrar na conversa!

5. Não fale, cante

Para os não nativos, nossa língua soa como música. É verdade, além de gestos expressivos nossas palavras são enriquecidas com uma crescente e decrescente entonação musical. Não é surpresa nenhuma que os italianos inventaram a ópera.

5. Ignore completamente barreiras linguísticas

Você sabia que todo italiano é um poliglota? OK, isso não é completamente verdade, mas esse fato não deveria fazer com que você deixe de acreditar que isso é verdade. Da próxima vez que você estiver visitando um país cujo idioma não é italiano, converse com as pessoas locais em italiano. Se eles no primeiro momento não entenderem, fale mais alto e com mais gestos. Todas as barreiras linguísticas desaparecem quando alguém se depara com um italiano expressivo e barulhento.. Você será capaz de se comunicar com quem você quiser. Minha mãe usa essa técnica toda vez que viaja, e sempre funciona!

6. Seja uma vítima da moda

Se tem alguma coisa da qual os italianos não abrem mão é o estilo. Faça como eles e, logo, até mesmo no seu look menos estiloso você provavelmente ficará bem melhor do que a grande maioria das pessoas. O que eu posso dizer? Bom gosto é inerente aqui.

7. Ache algo novo para reclamar todos os dias.

Nós italianos temos a tendência de reclamar de tudo. Qualquer tópico pode fazer o nosso sangue ferver: corrupção no governo, políticos desonestos e fofoca local. Quando isso acontece, nós ficamos com muita raiva, exigimos greves e demonstrações…até que no dia seguinte outra coisa acontece e nós simplesmente esquecemos as indignações de ontem por uma causa nova.

8. Sua mamma e nonna são as melhores cozinheiras do mundo, ponto!

Para ser um verdadeiro italiano, você deve acreditar – do fundo do seu coração – que ninguém pode cozinhar melhor do que sua mãe ou avó. Mas, um aviso aos homens: não deixe esse amor por comidas caseiras o tornar um mammone (filhinho da mamãe) que nunca vai sair de casa porque lá você recebe tudo prontinho e quentinho.

9. Aceite qualquer crítica sobre a Itália, mas somente quando vier de outro italiano

Como mencionado no ponto #7, criticar as coisas é um passatempo nacional, mas criticar o país é um direito reservado a nós, e apenas a nós. Quando um não italiano critica a Itália na minha frente, uma coisa estranha acontece. Mesmo que eu concorde com ele 100%, um impulso patriótico e orgulhoso aparece do nada e me compele a defender ardorosamente o meu país, que é peculiar e cheio de imperfeições.

10. Saiba nossas regras em relação à comida

Existem algumas coisas que você nunca deve fazer com a sua comida:

  • nunca coma espaguete com uma colher
  • nunca coloque pesto em um sanduíche (use manjericão fresco no lugar)
  • nunca beba café com leite após o almoço
  • nunca peça o seu café para viagem, beba “al banco” (de pé, no balcão da padaria)
  • nunca coma frutos do mar com queijo ( esse tabu precisa realmente ser explicado?)

traduzido por Sarah Luisa Santos

Author Headshot
Giulia Depentor
Giulia é uma escritora apaixonada por histórias de detetives, árvores genealógicas e épocas em que ela não viveu. No seu tempo livre, ela toca ukulele a coleciona fotografias desbotadas de pessoas que ela não conhece.
Giulia é uma escritora apaixonada por histórias de detetives, árvores genealógicas e épocas em que ela não viveu. No seu tempo livre, ela toca ukulele a coleciona fotografias desbotadas de pessoas que ela não conhece.

Artigos recomendados

10 passos para se “alemanizar”

10 passos para se “alemanizar”

O que é preciso para ser alemão? Uma paixão por salsicha, regras e roupas básicas? O autor de MAKE ME GERMAN “acrescenta sua mostarda” sobre como se “alemanizar”!
Escrito Por Adam Fletcher
11 dicas para você se “afrancesar”

11 dicas para você se “afrancesar”

Você gostaria de ser romântico como um francês e descolado como um parisiense? Primeiro esqueça todos o estereótipos que você conhece e depois siga esses 11 passos para passar-se por francês.
13 passos para se mexicanizar

13 passos para se mexicanizar

Você gostaria de usar sombreros, beber tequila e comer tacos e burritos todos os dias? Esqueça os estereótipos e dê uma olhada nessas maneiras divertidas de se “mexicanizar”.
Escrito Por Héctor Vargas