Fale um idioma como sempre sonhou

Aprenda idiomas como nunca. Baixe o aplicativo gratuitamente!

Escolha um idioma – a primeira lição de cada curso é grátis!

5 dicas para falar bem francês (ou tentar!) – e os erros mais comuns de brasileiros falando francês

Separamos aqui os erros mais comuns que brasileiros têm ao falar francês. Quer melhorar sua pronúncia? Aperte o play!

Escrito por Sarah Luisa Santos

Bonjour, croissant, voilà!

Faz um tempo que eu quero escrever um artigo sobre francês, especialmente porque eu estudei esse idioma por dois anos e nunca tive a oportunidade, de fato, de me tornar fluente – parte da culpa é minha de não ter ido mais atrás, e outra parte do alemão, já que essa língua consome praticamente todo o tempo que tenho livre para aprender um idioma.

Mas voltando ao francês, para quem quer realmente aprender o idioma, existem inúmeros recursos além dos livros, já que muitos filmes maravilhosos são em francês e a música também é algo que vale a pena ser explorado. Pena que não é só através de músicas e filmes que uma pessoa se torna fluente em um idioma, é preciso também levar em consideração o aprendizado da gramática e caprichar na pronúncia.

E por falar em pronúncia, nas minhas buscas por materiais em francês, devo admitir que fiquei decepcionada com o que encontrei disponível na web. Não achei nada muito inovador ou interessante, algumas aulinhas online aqui, outras dicas de pronúncia ali…

Resolvi, então, unir forças com outros estudantes brasileiros de francês, amigos meus mesmo, já que geralmente temos os mesmos problemas e questões, e junto ao time didático aqui da Babbel tentei identificar as dificuldades mais comuns que muitos brasileiros enfrentam na pronúncia do francês.

R, o Grande vilão

Para mim, o som gutural que temos que fazer para pronunciar o R é algo simplesmente de outro mundo. Eu fico imaginando o que os franceses fazem com as suas crianças para desenvolver esse som que sai do fundo da garganta, que muitas vezes para mim é como uma sensação de dar aquela tossida para dentro, mas no meio de uma conversa.

Esse R que vem da garganta geralmente é dito em palavras, como prendre, apprendre, ou Rennes.

áudio :

Nous devons apprendre à vivre ensemble. (Nós devemos aprender a viver juntos)

Je dois aller à la gare pour prendre le premier train pour Paris. (Eu tenho que ir à estação para pegar o primeiro trem para Paris)

On ira à la gare pour prendre le premier train pour Paris. (Nós iremos à estação para pegar o primeiro trem para Paris.)

U, u, uuuuuuuuu

O U francês não é sempre igual ao U do português. Claro que em francês também existe o som de U como o nosso, veja nas palavras rouge ou cou (dá uma olhada na próxima dica!). E, sim, para falar francês fluente você precisa se familiarizar com o U mais longo, suave e que deixa a boca em forma de biquinho. No começo, vai parecer que você está fazendo careta, que é caricato, mas o idioma realmente exige essa movimentação facial, não tem jeito.

Dica:

  • É comum muitos brasileiros pronunciarem o U francês como o do português. Para pronunciar o U francês, no entanto, é necessário arredondar os lábios (como normalmente fazemos ao pronunciar o U no português) e, sem movê-los, fazer o som do I. Esse som seria como algo entre o I e U.

áudio:

Tu as vu la voiture du juge dans la rue ? (Você viu o carro do juiz na rua?)

La vue sur la rue du Musée du Louvre est super ! (A vista para a rua do museu do Louvre é demais!)

Romance entre vogais, sempre juntinhas

Ler em voz alta em francês sempre foi um desafio para mim, isso porque muitas das palavras possuem letras mudas e quando faladas soam completamente diferentes de como são escritas.

Aqui seguem alguns exemplos:

au / eau / eaux/aux = O

Exemplo: beau, l’eau, haut, chevaux.

áudio:

Les beaux oiseaux ont bu de l’eau. (Os belos pássaros beberam a água do castelo)

Claudia est allée aux châteaux de l’Aube. (Claudia foi aos castelos de Aube)

ou = U

Exemplo: bonjour, nous.

"Nous sommes gourmands et nous mangeons beaucoup de couscous" (Nós somos gulosos e nós comemos muito cuscuz)

O som eu não existe em português e seria algo entre e e u, ou seja o biquinho do u mas com o som do e.

Exemplo: dieu, bleu, heureux.

Le ciel est bleu. Je suis heureuse. (O céu está azul. Eu estou feliz)

Uma amiga uma vez me falou da dificuldade de diferenciar a pronúncia da palavra jeune(jovem) de jaune(amarelo), que têm respectivamente os sons "eu" e "au", como na explicação acima. O jaune se fala "jone", enquantojeune se pronuncia como eu explicado acima.

áudio:

Jaune e jeune

Os sons nasais, nós também temos mas…

Apesar de nós também termos vogais nasais, elas são diferentes das do francês:

  • O A nasal francês (presente em palavras com an e en, entre outras) é mais "profundo" que o português. Ele é pronunciado no fundo da garganta.

áudio em francês: Jean a envie de manger des croissants aux amandes. (Jean tem vontade de comer croissants de amêndoas)

  • Os sons de in/un não existem em português e exigem um certo tempo até serem aprendidos. Nós brasileiros, em geral, não conseguimos sequer perceber essa diferença (eu, pelo menos). Para pronunciar esses sons corretamente, o único jeito realmente é treinar, treinar e treinar…

Na frase Un an en Inde (um ano na Índia) podemos ver a diferença – confira o áudio.


O "E" não acentuado, aquele amigo discreto

Palavras como pâtisserie, boulevard, Diderot (filósofo francês) possuem um E não acentuado que costuma não ser pronunciado. Portanto, o correto seria falar "patisrí", "bulvár" e "didrô". É um erro comum, inclusive meu, de pronunciar essas palavras como elas são escritas, falar "boulEvar" em vez de "bulvar" (mas creio que essa última dica só mesmo quando você adquire mais familiaridade com o francês que você pode identificar qual palavra tem esse "e" discreto).

áudio: La pâtisserie du boulevard Diderot est petite. ( A confeitaria do bulevar Diderot é pequena)


Essas são apenas algumas dicas rápidas para melhorar a pronúncia do francês, e também ter um pouco de mais informação em relação ao idioma mais sexy do mundo (pelo menos de acordo com nossa pesquisa). Bonne chance!

Aprenda francês de verdade

Comece com o aplicativo Babbel