5 motivos para falar italiano

A Itália faz parte do Brasil. Confira os 5 principais motivos para aprender italiano.
22/10/2015

A Itália é um país lindo, os italianos são um povo maravilhoso, a comida italiana está entre as mais saborosas do mundo. E o italiano é um idioma extremamente agradável aos ouvidos. Motivos para falar italiano, portanto, é o que não falta.

Mas há ainda mais motivos para um brasileiro aprender italiano. A imigração italiana no Brasil e a influência desta cultura em nosso país são apenas dois deles. Além disso, existem vários meios de aprender italiano on-line e sozinho. Neste artigo, mostraremos as cinco principais razões para aprender italiano.

1. É mais fácil para a gente

O italiano, assim como o português, se desenvolveu a partir do latim. Sendo assim, há muitas semelhanças entre as duas línguas, tanto na gramática quanto no vocabulário. Aprenda italiano e uma grande porta se abrirá também para outras línguas latinas, como espanhol, francês, catalão, romeno, entre outras. Além disso, é possível aprender italiano sozinho e online.

2. Nossas origens

Cerca de 30 milhões de brasileiros têm ascendência italiana, descendentes dos cerca de 1,5 milhão de imigrantes italianos que chegaram ao Brasil entre 1870 e 1960. Quase 15% da população brasileira, ou uma em cada sete pessoas, tem antepassados italianos. Tirando a Itália, o Brasil é o país com o maior número de descendentes de italianos do mundo. Aprender italiano é entrar em contato não apenas com a cultura italiana, mas com a história do Brasil e, muitas vezes, da própria família.

3. A comida

A culinária italiana é uma das mais saborosas e influentes do mundo. No Brasil, a pizza já é uma tradição apreciada por todos, independentemente da ascendência. Mas nem só de pizza vivem os italianos: risotto, lasagne, carpaccio, calzone, focaccia, minestrone, cappuccino, bruschetta, gnocchi, spaghetti, cannelloni, mortadella, salame, osso buco e tiramisu estão entre algumas das muitas especialidades. Ao aprender italiano, você terá muito mais facilidade para dominar esse maravilhoso universo. Além disso, se algum dia for para a Itália, terá a oportunidade de encontrar e comprar tudo que precisa para os pratos (há quem diga que o segredo está na qualidade dos ingredientes).

4. A herança

Mas não é só a comida italiana que influenciou a vida no Brasil. Com tantos oriundi (nome dado aos filhos de italianos nascidos no exterior), é natural que a língua e a cultura italiana também tenham deixado suas marcas. A influência é evidente em bairros italianos tradicionais de São Paulo, como Mooca e Bixiga. É no Bixiga, por exemplo, que se realiza a Festa da Nossa Senhora de Achiropita. Todos os anos, durante os finais de semana de agosto, a comunidade se reúne para uma festa com dança, música e comida tipicamente italianas. O modo como nos despedimos também é um outro exemplo. Nosso “tchau” nada mais é que uma adaptação do “ciao” italiano (a diferença é que eles usam esta mesma palavra também para dar “oi”).

5. Mais de dois mil anos de cultura

A Itália, além de ser um país de paisagens belíssimas, tem uma rica história de mais de dois mil anos. O Império Romano, inclusive, é considerado um dos berços do que hoje conhecemos como a civilização ocidental. Além disso, a Itália também é o país natal de inúmeros artistas das mais diversas áreas, como ópera, artes plásticas, literatura, cinema, entre muitas outras. Para vivenciar e aprender mais sobre essa cultura tão rica, nada como aprender italiano.

Quer aprender italiano?
Comece agora com Babbel
Author Headshot
Gabriel Mestieri
Gabriel Mestieri nasceu e cresceu em São Paulo, onde estudou Jornalismo e História e trabalhou em diferentes veículos de comunicação. Após visitar Berlim e se apaixonar pela cidade, escolheu-a como sua nova casa em 2014. Seus principais interesses são aprender idiomas e descobrir novos tipos de música. Siga-me no Twitter.
Gabriel Mestieri nasceu e cresceu em São Paulo, onde estudou Jornalismo e História e trabalhou em diferentes veículos de comunicação. Após visitar Berlim e se apaixonar pela cidade, escolheu-a como sua nova casa em 2014. Seus principais interesses são aprender idiomas e descobrir novos tipos de música. Siga-me no Twitter.

Artigos recomendados

10 passos para se “italianizar”

10 passos para se “italianizar”

Nós sabemos que não basta falar “mamma mia” para se tornar um verdadeiro italiano. Clichês à parte, este guia compilado por nossa editora italiana Giulia promete tornar qualquer um de nós um perfeito italiano.
Escrito Por Giulia Depentor
Porque eu escolhi aprender idiomas minoritários

Porque eu escolhi aprender idiomas minoritários

Mandarim, espanhol, inglês e árabe podem ser, talvez, os “superidiomas” da era moderna, mas idiomas minoritários como catalão, bretão e córnico são fundamentais para a diversidade do nosso DNA cultural. E esses idiomas não estão morrendo. Eis o porquê, aqui.
Escrito Por Michael Youlden
7 razões para aprender outros idiomas (e mudar sua vida)

7 razões para aprender outros idiomas (e mudar sua vida)

Procurando uma boa razão para aprender um idioma estrangeiro? Que tal sete razões? Conselhos do nosso especialista sobre por que é uma boa ideia aprender uma outra língua.
Escrito Por Matthew Youlden