Fale um idioma como sempre sonhou

Aprenda idiomas como nunca. Baixe o aplicativo gratuitamente!

Escolha um idioma – a primeira lição de cada curso é grátis!

Como virar italiano ou 5 estereótipos sobre italianos que são reais

Quais são os estereótipos sobre uma pessoa italiana? Aqui, nossa editora italiana Giulia exemplifica como algumas ideias sobre os italianos de fato são reais.

Escrito por Giulia D.

Na semana passada, eu estava pensando sobre o momento em que decidi sair da Itália e começar a viver fora: parece que foi ontem, mas, na verdade, isso aconteceu em 2008, quase 10 anos atrás. O que significa que vivi quase um terço da minha vida, e basicamente toda a minha vida adulta, fora da Itália.

Chocante, não? Bom, pelo menos, para mim é.

Você pensaria que, depois de todo esse tempo, eu poderia ser capaz de analisar o estereótipo italiano de um ponto de vista imparcial. Nós, italianos, somos realmente do jeito que nos imaginam? O que nos faz tão peculiares e "coloridos" quando comparados a outras nacionalidades?

Quando eu morei no exterior pela primeira vez, eu ficava muito brava toda vez que alguém ousava mencionar qualquer coisa sobre como os italianos gesticulam, como é alto o volume de nossas vozes ou qualquer coisa relacionada à pizza. Mas agora depois de todos esses anos, eu tenho que admitir que alguns desses estereótipos "infames" não são estereótipos de forma alguma!

Aqui está a minha lista pessoal com 5 particularidades que fazem os italianos serem imediata e inconfundivelmente reconhecíveis.

1) Vasto conhecimento sobre comida

Tá bom, tá bom – eu sei que este ponto é provavelmente o mais óbvio. Mas nós estamos falando sobre clichês aqui, certo? E, eu posso garantir que a sagrada conexão entre comida e italianos, além de ser um estereótipo, é verdadeira.

Nós, italianos, temos algumas regras sobre comida (coisas que se podem fazer, mas especialmente coisas que NÃO se podem fazer), e elas são absolutamente inflexíveis quando se trata de fantasia ou criatividade. Queijo em cima de peixe não é legal. Pizza não tem os sabores estranhos que eu vi com meus próprios olhos nos EUA e na Nova Zelândia (abacaxi? Fala sério!). E sobre o café… pessoal, vocês têm muito a aprender. O expresso que vocês conhecem é simplesmente chamado de caffè dentro de nossas fronteiras, um capuccino simplesmente não existe depois do almoço (tomar leite à tarde? Não dá!) e, tem mais, italianos nunca ouviram falar de latte (no sentido que muitos usam), frappuccino ou mocha.

Nossas regras são feitas para serem respeitadas. Não pergunte, confie. Nós sabemos o que estamos fazendo.

2) Moda e estilo

Primeiro de tudo, quando eu digo moda eu não quero dizer roupas desenhadas por famosos stilisti italiani. Eu realmente não sou uma especialista em "alta costura", não assisto a desfiles de moda, e tendo a ser bem o oposto dessas tendências populares e de homogeneização ditadas pelos chamados "influenciadores".

No entanto, eu tenho, de fato, um senso de estilo que é "genético". E, confie em mim nisto, todos os italianos são mais ou menos como eu. Não é questão de comprar roupas caras ou usar óculos escuros em ambientes internos – é algo que temos dentro de nós, tipo um sexto sentido que nos diz o que é bom e o que não é.

Azul e marrom juntos? Eu prefiriria sair pelada!

3) Vamos falar com nossas mãos

Gestos italianos não são simplesmente movimentos que fazemos com nossas mãos – eles representam uma língua independente que deveria ter o seu próprio dicionário. Sim, nós usamos eles para sublinhar conceitos ou ideias, mas nós também usamos nossa linguagem corporal para conversas inteiras que podem, de fato, acontecer sem o uso da comunicação verbal.

Faz parte de nossa essência: pedir a um italiano para parar de fazer gestos e manter suas mãos em seu bolso pode ser bem cruel!

4) Alto? Talvez harmônico

Nossa voz é um pouco mais alta do que o normal, eu sei, mas nós certamente NÃO somos os únicos neste mundo. Eu já ouvi tanta gente falar muito mais alto que eu, eu juro!

O que não posso negar, entretanto, é a musicalidade de nosso idioma: quando eu entro em algum bar ou restaurante, eu consigo imediatamente reconhecer o italiano no meio da multidão, mesmo que ele não esteja falando sua língua materna e tenha muito barulho ao redor. Se você quiser ouvir a musicalidade do italiano você mesmo, comece com estas expressões maravilhosas que eu uso (e tento traduzir) todos os dias!

5) Impulsivos para c*****

Eu ainda não tenho certeza se isso é uma qualidade ou uma fraqueza, mas eu tendo a ir com o primeiro. Nós, italianos, somos considerados como impulsivos e sanguigni, porque não temos papas na língua, nós levantamos a voz e defendemos nossas opiniões com unhas e dentes não importa o quê.

Se você pensa que somos assim por sermos incapazes de refletir ou não conseguirmos colocar um filtro entre nosso cérebro e nossa boca, isto poderia ser considerado um defeito. Mas se você escolhe outro ponto de vista, que ser impulsivo e espontâneo é algo bom, isso certamente é uma qualidade, não é mesmo?

Quer aprender italiano?

Comece com o aplicativo Babbel