Vale mesmo a pena aprender idiomas?

Essa é uma questão pertinente e a resposta virá na forma de alguns números incontestáveis. Veja no artigo abaixo se realmente vale a pena aprender um novo idioma.

A pergunta mais frequente depois do monólogo em 9 idiomas de Matthew Youlden tem sido, “Impressionante, mas e daí? Vale realmente a pena saber mais de um idioma?”. Essa é uma questão pertinente e a resposta virá na forma de alguns números incontestáveis.

Dinheiro, isso é o que eu quero

O Freakonomics Podcast fez essa mesma pergunta, especialmente com o objetivo de calcular o retorno do investimento feito no aprendizado de um segundo idioma. A premissa desse podcast teve algumas falhas, isto porque, tentar quantificar o benefício de um segundo idioma utilizando termos estritamente econômicos é o mesmo que tentar determinar o sabor de um hamburger através da contagem das suas calorias. Mas vamos dar uma chance a essa análise, o que eles encontraram? De acordo com a equipe do Freakonomics, aprender um outro idioma irá aumentar o seu salário em somente 2%. Assim, se você ganha U$30.000 por ano, isso corresponderia somente a 600 dólares a mais! Como isso poderia pagar e fazer valer as incontáveis horas de estudo?!

A conclusão do Freakonomics caiu por terra quando uma análise mais rigorosa mostrou que, mesmo em termos estritamente econômicos, o retorno do investimento é bem, mas bem maior. Logo, se considerarmos o aumento de salário de 2% como valor real e combinarmos todos os fatores como o fato do salário médio inicial de uma pessoa com ensino superior ser de 45,000 dólares por ano, o aumento salarial de 1% ao ano e de 2% de retorno real por um período de mais de 40 anos, acabaríamos com um valor 67 mil dólares extras na época da aposentadoria. É claro, ainda se trata de apenas 2%, em média. Para quem fala alemão, o retorno calculado foi de 3,8% (que corresponde a U$ 128.000 até a aposentadoria).

Lei da oferta e procura

Para uma visão mais completa sobre como falar outros idiomas pode valer a pena, nós perguntamos ao nosso amigo Rob que descobriu através das suas habilidades idiomáticas, um nicho bastante lucrativo. Ele tem uma carreira agitada e um currículo internacional invejável graças ao conhecimento e domínio de múltiplos idiomas.

De todos os idiomas que Rob fala, ele descobriu que o seu maior trunfo, de longe, tem sido
o holândes – um idioma não muito popular de ser aprendido. E quais seriam as duas maiores razões para não aprender esse idioma? Há apenas 23 milhões de falantes nativos do holandês e a maioria deles fala também, e muito bem, o inglês. Assim, por que aprender um idioma como o holandês quando poderíamos abrir as portas para um mundo de 955 milhões de falantes do mandarim, 405 milhões falantes nativos do espanhol ou 295 milhões de falantes nativos do árabe? Porque embora o holandês seja falado somente por 0.32% da população mundial, os holandeses são responsáveis por 1,3% do PIB mundial. Ser um dos poucos estrangeiros que sabe esse idioma tornou Rob extremamente valioso para o mercado internacional. Mesmo que os seus colegas possam falar sua língua quase perfeitamente, a lacuna de 1% tornou-se o seu nicho – um nicho que somente um estrangeiro poderia aproveitar.

Mas dinheiro não é tudo, não é mesmo?

Caso você esteja pensando que nós medimos o valor de um idioma estrangeiro somente em cifrões, saiba que não nos esquecemos dos valores que o conhecimento de idiomas agrega às nossas vidas, e não somente aos nossos bolsos. Afinal, o que significa ser realmente rico? Como Rob expôs, são os amigos, as viagens e as experiências que realmente enriqueceram sua vida. E o dinheiro? Bem, este tem sido um efeito colateral muito bem vindo por ele ter seguido a sua paixão.

Traduzido por: Pedro Werneck

Que tal aprimorar sua vida profissional?

Aprenda um novo idioma agora!
Compartilhar:

Artigos recomendados

10 truques para aprender qualquer idioma

10 truques para aprender qualquer idioma

Matthew Youlden fala nove idiomas fluentemente e entende, pelo menos, mais de doze. Dessa forma, se você acreditar que você nunca poderá ser bilíngue, preste bem atenção nas próximas linhas!
Como Dar Nome Aos Animais Em Alemão

Como Dar Nome Aos Animais Em Alemão

Quando destrinchados em seus componentes individuais, os nomes dos tão bem conhecidos animais se transformam em novas criaturas bizarras.
Os bichos-papões ao redor do mundo

Os bichos-papões ao redor do mundo

Todo país tem uma extensa e rica tradição em invocar ameaças sobrenaturais para manter as crianças na linha.
Author Headshot
John-Erik Jordan
John-Erik Jordan é natural de Los Angeles, Califórnia. O autor estudou artes na Cooper Union em Nova Iorque e trabalhou como editor de vídeo em LA antes de se dedicar à literatura. Desde que se mudou para Berlim, em 2009, ele escreve para PLAYBerlin, Hebbel-am-Ufer e outras publicações on-line. Desde 2014, ele escreve para a Babbel sobre idiomas e seus desafios.
John-Erik Jordan é natural de Los Angeles, Califórnia. O autor estudou artes na Cooper Union em Nova Iorque e trabalhou como editor de vídeo em LA antes de se dedicar à literatura. Desde que se mudou para Berlim, em 2009, ele escreve para PLAYBerlin, Hebbel-am-Ufer e outras publicações on-line. Desde 2014, ele escreve para a Babbel sobre idiomas e seus desafios.