Você quer trabalhar na França?Veja como se candidatar

Que tal trabalhar na França? Veja aqui um guia de como realizar esse sonho. Voilà!
Escrito Por Gabriel B.
11/02/2020
Você quer trabalhar na França?Veja como se candidatar

Já se imaginou nos bairros encantadores da belíssima Paris, ou na não menos fantástica Marseille? Se você decidiu que é hora de tirar esse sonho do papel, a França está procurando talentos para manter o país atrativo no mercado.

O governo francês oferece residência para profissionais qualificados (e seus familiares) com perfis bem diversos, que abrangem de cientistas a escritores.

É importante notar que existem diversos vistos disponíveis, mas vamos abordar apenas o programa “passaporte de talento”. De qualquer maneira, essa ferramenta do governo (clique aqui) analisa o seu caso e oferece um guia bem completo para cada situação. 

Para procurar um emprego esses sites podem ajudar na busca: ABG L’intelli’agence, Craigslist, Emploi Annonces, Indeed France, Keljob, Les Jeudis, Monster, Recrut e The Local. 

Dica importante: dependendo do seu tipo de visto, o conhecimento do francês não é  exatamente crucial para obter a residência, mas pode ser bem difícil achar um trabalho sem falar ao menos o básico do idioma! 

Quais profissões estão em alta na França? 

A França passa por uma situação curiosa: ao mesmo tempo em que o nível de desemprego no país é um dos mais elevados da Europa, há milhares de vagas de trabalho não preenchidas! 

Isso ocorre, entre outras razões, porque as empresas não conseguem encontrar profissionais qualificados para atender às suas necessidades.

Entre os setores com vagas para funcionários qualificados estão tecnologia da informação (TI), saúde e áreas de engenharia. Somente em TI, segundo o site The Local France, no ano passado 279 mil vagas ficaram sem candidatos! Bora enviar uns currículos? 

Também há vagas para cargos como operadores de máquinas, carpinteiros, açougueiros, engenheiros de computação, técnicos de manutenção, mecânicos, trabalhadores de construção civil, contadores, cuidadores de idosos e especialistas de recursos humanos.

Como é o ambiente de trabalho na França? 

É claro que cada local de trabalho tem suas peculiaridades, mas há algumas coisas que você precisa saber. Por exemplo, o seu expediente pode ser diferente. Embora muitas empresas sigam o horário tradicional das 9 às 17h, não se assuste se você (ou seus colegas) tiverem que ficar no trabalho em períodos alternativos, como das 11 às 19h. Há quem prefira chegar e sair um pouco mais tarde, vai de você gerenciar o seu tempo.

O ambiente no trabalho também varia. Não é muito comum fazer barulho ou levantar a voz. Respeitar a hierarquia também é crucial, e dependendo da sua área vai ser necessário usar roupas discretas – e, se possível, estilosas.

Não quer errar na polidez? Então dar um bom dia para todos os seus colegas (não esqueça ninguém!!) é uma obrigação ao chegar no trabalho.

Na hora de cumprimentar, pode ser que alguém dê um beijo no rosto. A la bise é muito comum na França – e no Brasil também. Mas algumas empresas consideram a prática sexista e inapropriada. Em outras, dependendo do contexto, as mulheres não terão como escapar do beijo no rosto em colegas ou clientes. Os homens, por outro lado, se safam apenas com um aperto de mão. 

Apesar de tentarem manter a compostura, em algumas situações, as pessoas na França discutem calorosamente na frente de todo mundo ou até com clientes. Isso não quer dizer, necessariamente, que haja um conflito. Eles apenas expõem suas opiniões de forma honesta e direta, e amam debater ideias. 

Por fim, tratando-se de França, é claro que a cultura do almoço é forte.

Os franceses costumam convidar os colegas para almoçar juntos, o que também acontece em muitos lugares no Brasil. Eles não têm vergonha de alongar um pouquinho mais a pausa para aproveitar melhor a comida.

PS: Não se espante se o almoço for regado com discussões sobre política.

E como é a vida fora do escritório?

É impossível falar da França sem citar a sua culinária. O país tem incríveis 632 restaurantes agraciados com ao menos uma estrela do Guia Michelin, o prêmio mais cobiçado no mundo culinário. Há mais de 20 estabelecimentos com três estrelas, o máximo possível! Já deu para ver que os franceses levam a comida a sério. 

Para os foodies de plantão, os supermercados franceses também são um paraíso. Até mesmo em lojas menores é possível encontrar uma grande variedade de vinhos excelentes por cerca de €3 (R$14). E o mesmo vale para queijos!

Jantares, almoços e piqueniques são sempre ótimas oportunidades para socializar no país. Então, aproveite esses eventos para se enturmar. 

Os franceses costumam ser reservados, mas isso não significa que fazer amizades seja impossível. Uma dica valiosa para se integrar em qualquer país é se juntar a algum grupo/clube. Por exemplo: você gosta de jogar xadrez? Então procure um clube no seu bairro! Vá lá e conheça gente nova, com interesses semelhantes aos seus. 

Fica a dica: é sempre mais fácil fazer amigos locais se você souber um pouquinho do idioma.

Como funciona o visto para França? 

A solicitação do visto não pode ocorrer antes de três meses da viagem. O processo é iniciado online (clique aqui), mas inclui entrevista presencial e coleta de impressões digitais. O custo pode passar de €350 (R$ 1,5 mil). 

Em seu programa de “talentos”, a França oferece facilidades de imigração para profissionais “qualificados ou altamente qualificados” que tenham uma proposta de trabalho de ao menos 12 meses de uma empresa/organização em território francês.

É claro que os candidatos precisam cumprir alguns requisitos para obter o visto, como trabalhar em uma “nova empresa inovadora” (em geral, uma companhia pequena e jovem) e ter salário de ao menos €36,509.20 brutos por ano (alguns profissionais precisam ganhar no mínimo €53,836.50). Mais detalhes aqui.

Um lado interessante desse programa é que autônomos e profissionais liberais também se qualificam. Eles devem, entre outras coisas, investir ao menos €30 mil (em alguns casos €300 mil!!) na França, gerar empregos ou ter um projeto inovador.

As vantagens para talentos incluem ainda pessoas que “provem sua reputação nacional ou internacional” e que realizem atividades na França relativas a essa reputação. Por exemplo, se você pretende conduzir algum projeto nas áreas de ciências, literatura, artes, academia, educação e esportes, essa pode ser uma opção de visto. 

Artistas e criadores de trabalhos literários/artísticos também podem participar desde que possuam renda com seu trabalho ou como se financiar no país.

Frases em francês que você precisa saber

Cumprimentos, introduções e desculpas

  • Bonjour: Oi/Bom dia / Re-bonjour: Oi, de novo! 
  • Bonsoir: Boa tarde.
  • Bonne nuit! – Boa noite!
  • S’il vous plaît: Por favor. 
  • Oui/Non: Sim/Não
  • Ça va?: Como vai? / Resposta: Ça va/je vais bien – Estou bem. 
  • Excusez-moi: Com licença (para chamar atenção de alguém) /Desculpe me.
  • Pardon: Perdão; ou para pedir que alguém repita algo que você não entendeu. 
  • Je suis desolé(e): Desculpe-me (usado para uma desculpa mais séria)
  • Merci beaucoup: Muito obrigada/o.
  • Au revoir! – Adeus! Tchau!
  • Bonne journée! – Tenha um bom dia!
  • À demain! – Até amanhã!

Socializando

  • Comment tu t’appelles?/Tu t’appelles comment?: Qual o seu nome/Como você se chama? Resposta – Je m’appelle… – Meu nome é … ou Je suis Maria – Eu sou a Maria
  • Enchanté(e)!: Prazer em conhecê-la/lo.
  • Vous aimeriez déjeuner avec moi (tous ensemble)? – Você gostaria de almoçar comigo (todos juntos)?
  • Quelqu’un veut un café ou un thé? – Alguém quer um café ou chá?

Emails e tarefas 

  • Oui, je vais le faire toute suite – Sim, vou fazer isso agora.
  • Quel est le deadline? ou Quel est le delais? – Qual é o prazo?
  • Vous pourriez/tu pourrais m’envoyer un email? – Você poderia me enviar um email?
  • Est-ce que vous pourriez me le transmettre par email? – Você poderia me encaminhar por e-mail?
  • Abre do email: Madame/ Monsieur (seguido pelo sobrenome do destinatário).
  • Je m’adresse à vous pour… Estou enviando esse email porque (incluir razão).
  • Nous nous tenons à votre disposition pour toute question – Estamos à sua disposição para qualquer dúvida.
  • Salutations distinguées (saudação no fim do email) – Atenciosamente.
  • Je ne sais pas, regard sur Google – Eu não sei, procure no Google.
  • Cela ne me dérange pas de rester plus tard ce soir – Não me importo de ficar até tarde hoje à noite.
  • Pourriez-vous nous contacter au… (numéro de téléphone)? – Você poderia me contatar no (número do telefone), por favor?

Agendar compromisso

  • Pouvons-nous organiser une réunion?  – Podemos organizar uma reunião?
  • Serait-il possible de fixer une autre date ? – Seria possível definir outra data?
Author Headshot
Gabriel B.
Gabriel Bonis é jornalista, especialista em Direito Internacional para Refugiados e mestre em Relações Internacionais pela Queen Mary University of London. Ele passa a maior parte do seu tempo escrevendo sobre direitos humanos, ajudando refugiados a lidar com seus processos de asilo e estudando alguma língua nova. Atualmente, vive em Berlim. Siga-o no Twitter (@gbonis).
Gabriel Bonis é jornalista, especialista em Direito Internacional para Refugiados e mestre em Relações Internacionais pela Queen Mary University of London. Ele passa a maior parte do seu tempo escrevendo sobre direitos humanos, ajudando refugiados a lidar com seus processos de asilo e estudando alguma língua nova. Atualmente, vive em Berlim. Siga-o no Twitter (@gbonis).

Artigos recomendados

Minhas palavras favoritas em francês

Minhas palavras favoritas em francês

A língua francesa possui palavras e expressões belíssimas que nem sempre existem em outras línguas. Aqui vai uma lista das minhas nove palavras favoritas em francês.
Escrito Por Brandon Johnson
Francês para viagem: 22 frases que você precisa saber

Francês para viagem: 22 frases que você precisa saber

Para aproveitar suas próximas férias ao máximo, dedique-se aos seguintes tópicos de conversação em francês antes de embarcar para sua viagem.
Escrito Por Dylan Lyons

Aprenda francês como você aprenderia na França

Aprendiz de idiomas e professora entusiasta, Caroline adora brincar com línguas e compartilhar seus métodos favoritos para alunos autônomos. Ela aprendeu inglês e alemão na escola, russo sozinha em Moscou e agora está aprendendo italiano com a Babbel, onde trabalha como editora de cursos em nossa equipe de didática. Depois de ter ensinado francês no […]