10 provérbios úteis em Português para incluir no seu vocabulário

Essas frases/ditados populares são parte relevante de muitos idiomas e uma janela para entender melhor diferentes culturas.
A seleção de provérbios portugueses

É bem provável que você tenha escutado em algum momento um amigo, parente, ou conhecido citar uma daquelas frases prontas que oferecem conselhos ou explicam uma situação cotidiana. Pois essa é uma das descrições possíveis para provérbios e ditados populares, aquelas pequena pílulas de conhecimento geral e experiências compartilhadas, passadas em conversas despretensiosas.

Esses provérbios estão presentes em diversos idiomas e são uma janela para entender diferentes culturas, ou como utilizamos uma certa língua. Por exemplo, a frase diz-me com quem andas e eu te direi quem és é um caso curioso no português brasileiro. 

A construção dessa sentença é pouco comum no uso cotidiano do idioma no Brasil. Esse provérbio utiliza conjugações verbais formais (segunda pessoa do singular), razão pela qual soa séria – assim como pretendido. Em um “tom normal”, a frase seria algo como me diga com quem você anda e eu te direi quem você é (terceira pessoa do singular). 

A escolha pela segunda pessoa do singular traz um aspecto estranho, quase impessoal à frase. Quando alguém conhecido utiliza esse tipo de linguagem em um diálogo, o ouvinte percebe a mensagem como um aviso, pois eles não se comunicam com essa estrutura verbal frequentemente. 

Outro ponto interessante dos provérbios e ditados populares é que eles entregam um pouco da cultura local e do conhecimento popular. No Brasil, onde mais de 80% da população é cristã e quase 90% tem alguma religião, são comuns ditados que envolvam santos, símbolos religiosos, etc.  

Logo, vale a pena conhecer alguns provérbios em português. A Babbel listou 10 expressões/ditados que você precisa saber. 

Água mole, pedra dura, tanto bate até que fura

Esse provérbio aparece no topo da nossa lista porque é, sem dúvida, um dos mais utilizados em português. Ele representa a necessidade de persistência para superar obstáculos difíceis, quase impossíveis. 

No sentido literal, a água pode até não ser capaz de furar/partir uma pedra imediatamente, mas ao bater no mesmo ponto ao longo do tempo, a erosão vai romper a pedra. Pode demorar, mas a persistência traz resultados.

A pressa é a inimiga da perfeição/Apressado come cru e quente

Seguindo uma linha similar a do provérbio anterior, essa expressão foca na paciência: as coisas devem ser feitas com calma para que o resultado seja bom. A versão ligada à comida é bem mais clara. Está com pressa para comer? Então, queimará a boca e, ainda pior, a refeição estará crua.

De grão em grão, a galinha enche o papo

Novamente, falamos aqui de uma expressão relacionada à paciência. Ou seja, se juntarmos pequenos valores, com o tempo poderemos comprar algo caro. A galinha vai enchendo o papo aos poucos até sentir-se saciada. É uma metáfora para não se menosprezar valores pequenos. Afinal, Roma não foi construída em um dia!

Cada macaco no seu galho

Como o ditado mesmo indica, trata-se de uma expressão sobre como cada um deve cuidar da sua vida/assuntos pessoais sem interferir na vida alheia.

Diz-me com quem andas e eu te direi quem és

Essa é uma frase que muitas mães dizem aos seus/suas filhos/as quando não gostam de algum dos seus amigos. É um recado sobre como podemos ser influenciados por outras pessoas, adotando seus “defeitos” ou até mesmo sendo julgados por andar com elas. Em geral, está associada a “más influências”.

Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão

Segundo esse provérbio, quando alguém comete um ato condenável contra um ladrão, por exemplo, essa ação é parcialmente tolerável porque o ladrão impôs sofrimento/estresse a outros. Seria como uma vingança ou karma porque aquela pessoa “merecia” um castigo.

Para bom entendedor, meia palavra basta

Essa expressão é tão popular que até Jorge Ben Jor a referencia na canção País Tropical! Em suma, ela quer dizer que não é preciso um grande discurso para se passar uma mensagem clara. Quando se escolhe bem as palavras (ou usa-se uma boa indireta), a mensagem será entendida.

O seguro morreu de velho

Quem cresceu no Brasil ou com parentes brasileiros cansou de ouvir esse provérbio. Ele é usado em toda situação com algum risco envolvido. É um aviso para tomar cuidado e ser precavido para não ser enganado ou acabar com problemas sérios. Melhor ser prudente e não cair em um golpe, por exemplo, do que ir com tudo sem pensar no que pode dar errado.

Saco vazio não para em pé

Outro ditado que quase toda criança que prefere brincar o dia todo na rua sem parar nem para comer vai ouvir. É uma expressão bem literal: sem comida, você vai passar mal e até desmaiar. Um saco sem nada dentro voa.

Não cutuque a onça com vara curta

Uma expressão comum para dizer que não é lá muito esperto provocar alguém ou mexer com algo perigoso sem estar preparado para o que pode acontecer. Uma onça é um felino grande e agressivo do Brasil. Cutucar esse animal com uma vara curta (logo, de perto) é um ato estúpido que pode ter consequências sérias se você não souber se defender.

Bônus – Religião

Deus ajuda quem cedo madruga

Essa expressão significa que quem acorda cedo para trabalhar/fazer algo necessário será recompensado com uma ajuda divina pelo esforço. Isso implica, por outro lado, que a preguiça (um dos pecados mortais) será punida de alguma forma – com dificuldades financeiras, etc. 

Santo de casa não faz milagre

Esse provérbio tem alguns significados parecidos. Pode se referir a quando não demonstramos confiança em alguém que conhecemos, mas aceitamos conselhos de alguém “de fora”. Ou que alguém de dentro não percebe/soluciona um problema, enquanto alguém de fora o fará facilmente.

É muito mais fácil descobrir outras culturas quando se fala mais de um idioma.
COMECE A APRENDER!
Compartilhar: