7 fobias estranhas que você nunca ouviu nem falar – Edição Halloween

Você deve conhecer gente que tem medo de aranhas certo? Claustrofóbicos? E… corofobia? Alectorofobia? Pois é, veja essas e mais outras fobias estranhas no artigo abaixo.
Author's Avatar
ESCRITO POR Claire Larkin
7 fobias estranhas que você nunca ouviu nem falar – Edição Halloween

1. Corofobia (medo de dança)

Você sempre suava frio na hora de dançar em alguma festinha da escola? Nas festas de casamento, você fica longe da pista de dança? Bom, lamento informar mas você pode ter corofobia, ou um medo intenso de dança. Como muitas outras fobias, a palavra deriva do grego. Neste caso, coro significa dança e fobia significa medo.

Infelizmente, para quem sofre de corofobia, esse prognóstico é muito severo. Apesar das tentativas de se banir a dança em muitos grupos religiosos, essa prática se mantém extremamente popular. Você provavelmente vai querer evitar festas do trabalho, parquinhos e espaços públicos, já que flash mobs estão em alta.

Nota da tradutora: Se você sofre de corofobia, pode também sofrer de querofobia, ou seja, medo da alegria e de se divertir.

2. Hipopotomonstrosesquipedaliofobia (medo de palavras grandes)

Ah, sim, a clássica hipopotomonstrosesquipedaliofobia. Qual lista de fobias estranhas estaria completa sem essa? Um fato interessante é que a palavra original designada para essa fobia era sesquipedalofobiasesqui com origem no latim, significa um e meio e pedal (do latim pedis), significa pé. Usada em poesias romanas para se referir a palavras que eram “um pé e meio longas”.

Infelizmente, alguém no negócio das fobias pensou que essa palavra não era longa o suficiente. O elemento monstrum, que significa monstro ou monstruoso, foi adicionado à palavra hipopotamus como se tivesse um erro ortográfico, para adicionar ainda mais medo em nossos corações hipopotomonstrosesquipedalifóbicos!

3. Xantofobia (medo da cor amarela)

Como os corófobos, quem sofre de xantofobia também deve passar o dia em apuros. Essas pessoas precisam evitar emojis, táxis, post-its, bananas e o sol, só para mencionar algumas coisas. Pior ainda, até a palavra amarelo pode causar arrepios em muitos xantófobos. Por sorte, a etimologia dessa palavra é bem simples, xanthos significa amarelo em grego.

4. Metrofobia (medo de poesia)

À primeira vista, você talvez tenha pensado que metrofobia era o medo de metrô (o que poderia fazer muito sentido, já que existem de fato coisas assustadoras lá embaixo), mas é na verdade medo de poesia.

Um busca rápida no Google vai mostrar que esse medo é surpreendentemente mais comum do que você pensa, portanto, se você quer fazer alguém que é metrófobo se arrepiar nesse Halloween, nós recomendamos pendurar alguns haikus na porta deles. Se você quer levar a brincadeira a outro nível, deixe poemas de T.S. Elliot, Emily Dickinson, Maya Angelou ou até mesmo Shakespeare!

5. Hexacosioihexecontahexafobia (medo do número 666)

Essa palavra é aterrorizante devido ao seu histórico macabro. Quem conhece o Cristianismo provavelmnte sabe que ela foi originada do “O livro da revelação”, que conta em detalhes o fim do mundo. No seu contexto original, 666 é o “sinal da Besta” (soa bem ameaçador), mas agora está vastamente associado com o Anticristo e até mesmo com o Diabo.

Se você tem curiosidade em quebrar esse feitiço realmente terrível, do grego antigo:  hexacosioi (seiscentos) + hexeconta (sessenta) + hex (seis) +‎ fobiahexacosioihexecontahexafobia.

6. Alectorofobia (medo de galinhas)

Talvez, você esteja pensando em algo como: “Não imagino um animal menos intimidador do que uma galinha”, mas deixe-me apresentar alguns fatos. Você sabia que existem 25 bilhões de galinhas no planeta, o que as torna a espécie mais populosa de aves, chegando a superar os humanos em 3 para 1? Ou, que elas na verdade podem aprender por observação e até fazer cálculos simples? Ou, que até mesmo existem muitas evidências que as galinhas eram originalmente domesticadas para brigar e não para servirem de comida? Pois é, as galinhas não são tão inofensivas no final das contas.

7. Araquibutirofobia (medo que a pasta de amendoim grude no céu da boca)

Obviamente, guardamos o que faz mais sentido para o final do artigo. Um leigo pode confundir esse medo com aracnofobia já que a grafia é semelhante, mas araquibutirofobia é bem diferente do medo de aranhas. Ficar com pasta de amendoim grudada no céu da boca pode ser bem desconcertante, especialmente se você não consegue tirar ela de jeito nenhum. Imagine passar o dia em uma reunião com esse incômodo? Além do óbvio desconforto, ter essa fobia pode significar também algumas questões mal resolvidas com texturas de alimentos, ou, no pior dos casos, uma alergia a pasta de amendoim.

PASSE ESSE HALLOWEEN SEM MEDO...
E APRENDA IDIOMAS COM A BABBEL
Qual idioma você gostaria de aprender?