7 motivos para se encantar com o idioma russo

Nossa colaboradora Flávia Coe viajou para a Rússia e se encantou com o idioma russo. Veja aqui o que convenceu ela a aprender a língua de Tolstói.
Author's Avatar
7 motivos para se encantar com o idioma russo
Foto de Flavia Coe

Desde que li o livro O mestre e margarida decidi que o idioma russo seria a próxima língua que eu iria aprender. Este romance de Mikhail Bulgakov publicado na década de 1960 abriu as portas de uma cultura que antes era pouco conhecida por mim. Este ano tive a oportunidade de viajar à Rússia, mais precisamente a São Petersburgo e Moscou, o que fez com que eu conhecesse um pouco mais sobre a cultura deste país e encontrasse ainda mais motivos para começar a aprender esta língua, projeto que pretendo começar em breve. Aqui seguem alguns deles:

1. Aprender outro alfabeto.

Aprender russo vai abrir os seus horizontes para um outro alfabeto, o cirílico. Na prática, isso significa um desafio grande, que vai certamente trazer recompensas quando você começar a entender as letras que aparecem nos letreiros e placas das cidades russas, nos livros ou websites.

2. Ler literatura russa

A literatura no idioma russo é uma fonte rica de histórias e diversidade. A lista de escritores que escreveram nesta língua é grande: Fiódor Dostoiévski, Alexandre Pushkin, Máximo Gorki, Isaac Babel, Ivan Turguêniev, Nicolai Gogol, Leon Tolstói e Anton Tchecov são apenas alguns dos exemplos. Entender o idioma vai possibilitar conhecer ainda mais nomes da literatura deste país, e também ler diversos escritores sem recorrer às traduções para o português. Existem diversos autores russos contemporâneos que estão na minha lista de leitura, como Vladímir Sorókin, Viktor Pelievin, Liudimila Petruchévskaia e Tatiana Tolstaia. Infelizmente alguns deles ainda não foram traduzidos diretamente para o português.

3. Conhecer mais a história da Rússia e seus personagens

A Rússia foi o berço de um dos eventos mais marcantes do século XX, a Revolução Russa, que mudou os rumos da história do planeta em diversos sentidos. Antes disso, o país também foi palco das aventuras e desventuras dos Romanov, uma dinastia fascinante de reis e rainhas que reinou no país por mais de trezentos anos.

4. Provar a gastronomia local

A culinária russa ainda é pouco conhecida pelas pessoas no Brasil, mas existe um prato de origem russa que faz parte da nossa mesa, o estrogonofe, ou stroganoff em russo. Existem diversas teorias sobre a origem e o nome do prato, mas é certo afirmar que ele se originou na Rússia e está presente no cardápio da maioria dos restaurantes que servem a culinária local. A receita brasileira é um pouco diferente da original, mas a essência é a mesma: carne em filetes com creme e um pouco de molho de tomate. Outros pratos típicos do país e que me encantaram durante a viagem foram o pelmeni (bolinhos de massa recheados), o borodínski (um pão preto que possui leve gosto agridoce e é feito com farinha de centeio), a sopa borsht (de beterraba) e os blini (panquecas que podem ser acompanhadas com caviar ou salmão, por exemplo). Uma curiosidade é a presença do creme smetana em quase todas as refeições. Esse condimento é absolutamente amado pelos russos e acompanha os mais diversos pratos no país. 

5. Assistir a um ballet no teatro Bolshoi (Moscou) ou no teatro Mariinsky (São Petersburgo)

Visitar um balé russo é uma experiência indescritível, mesmo para quem não é grande fã da dança. Todos os elementos, desde a decoração dos espaços até ao espetáculo em si são incríveis, e a experiência vai certamente ficar mais completa se você entender algumas palavras em russo e compreender o que diz o panfleto, o que cantam os atores no caso de uma ópera, e saber exatamente quantas cenas e atos o espetáculo possui, além de conhecer os nomes dos bailarinos, coreógrafos, equipe técnica etc.

6. Não se perder nas estações de metrô em Moscou

No metrô de Moscou, as placas estão escritas no alfabeto cirílico. Muitas vezes é complicado descobrir em que lado da plataforma você deve entrar no trem, o que me fez ir e voltar algumas estações para poder chegar ao lugar certo. Esse sacrifício valeu a pena, porque as estações de metrô na capital da Rússia são lindas, mas se você estiver com pressa, entender cirílico vai ajudar a se locomover corretamente entre as estações, trocar de linhas e chegar ao local que você procura. Como falei na matéria sobre Moscou, uma dica para não se perder, se o seu russo ainda não estiver em dia, é baixar o aplicativo Yandex Metro, que disponibiliza o nome  das estações no alfabeto latino.

7. Viajar pela Rússia, Leste Europeu e Ásia Central sem problemas

Com o russo fluente vai ser mais fácil lidar com todas as situações anteriores, e também pode ajudar muito durante a viagem pela Rússia. Entender o cardápio, pedir comida no restaurante, pedir informações na rua e pegar o transporte público são apenas algumas das situações que serão beneficiadas pelo conhecimento da língua. O melhor é que o russo também é uma das línguas oficiais de diversos outros países, como Bielorússia, Cazaquistão, Quirguistão, além de ser falada em diversos outros países do leste europeu. Por isso, todas estas facilidades não estarão limitadas à Rússia, mas também a todos estes países. Divirta-se aprendendo russo!

QUER APRENDER RUSSO?
BAIXE O APLICATIVO DA BABBEL
Qual idioma você gostaria de aprender?