Fale um idioma como sempre sonhou

Aprenda idiomas como nunca. Baixe o aplicativo gratuitamente!

Escolha um idioma – a primeira lição de cada curso é grátis!

Aprender um idioma é como fazer uma dieta: conheça 3 segredos infalíveis

O que é realmente necessário para aprender um novo idioma? Força de vontade? Habilidade? Sorte? Veja aqui três passos básicos para conseguir fazer o apredizado funcionar!

Escrito por Sarah Luisa Santos

Como estudante de idiomas, eu estou sempre na busca de um método certeiro que dessa vez VAI FAZER EU FICAR FLUENTE. Sim, é claro que uma parte de mim ainda alimenta a esperança de acordar e, como num passe de mágica, e sair falando “Oh, schön! Ich heute super Deutsch sprechen kann!" – Naja, Quatsch!

Voltando à realidade, as coisas não funcionam bem assim. Para aprender, seja o que for, é preciso mais do que só querer. Um dia desses, eu pensei em um paralelo interessante entre falar um novo idioma e outra coisa que é difícil para muita gente: perder peso. Você não leu errado! É isso mesmo, aprender idiomas é como perder peso, nós precisamos seguir 3 ações básicas para fazer o seu plano funcionar:

1. Dia sim, dia não, só aos fins de semana… Espera, você sabe que isso não vai dar certo!

Se você está de dieta ou já fez uma dieta, sabe que existe um plano a se seguir. Esqueça as escapadinhas de final de semana, Ano Novo, aniversário do cachorro. Ou ainda, aquelas regras estranhas, como só vale dia de semana ou depois das 18h pode fazer isso ou aquilo. As regras devem valer o tempo todo.

Para emagrecer com saúde, por um período de tempo você vai ter de estabelecer uma rotina na sua dieta. A mesma coisa acontece quando você quer aprender um novo idioma: você vai ter de criar uma rotina de estudo.

As regras devem valer o tempo todo. Ter contato com o idioma aprendido todos os dias é fundamental e manter uma rotina e um aprendizado consistentes.

Mas como?

A minha dica, neste caso, é estar em contato com a língua todos os dias por meio de várias fontes, seja ver um filme sem legenda, ler um livro no idioma original ou até mesmo acessar o Facebook na nova língua – alie essas pequenas ações às sessões de estudo, nosso próximo tópico.

2. Sim, lamento informar, mas você vai ter de sentar e estudar. Ponto.

Eu vou ser bem honesta, tentei de tudo. Estudar um pouquinho todo dia, estudar um montão no fim de semana, estudar 1 hora por semana, 1 hora 3 vezes por semana, 3 horas a cada 2 semanas… enfim, imagine todas combinações de horas e dias que existem: acredite, eu tentei todas elas.

A mais efetiva? Para mim, sessões regulares de estudos, com direito a exercícios de gramática, áudio e produção de texto, além de doses homeopáticas de contato com o idioma por meio do aplicativo Babbel, de filmes, de livros, da internet, etc.

Eu encaro as sessões de estudo como um equivalente aos exercícios físicos na hora de perder peso. Podem ser chatos, dar preguiça, mas absolutamente necessários para um resultado eficiente. Além disso, você tem de se exercitar mais do que uma vez por semana, no mínimo, duas. E calma, não é para todo o sempre, é enquanto o seu plano durar, depois que você cria o hábito fica mais fácil, como podemos ver no próximo tópico.

3. Exercite! Revise! Exercite! Revise!

Até aqui você seguiu tudo certinho… E agora? Bom, atingiu o objetivo, não é?

Pois não comemore tão rápido assim. Com o tempo, você pode esquecer tudo, ou… engordar de novo! Se você não manter hábitos saudáveis, o peso volta, não é mesmo? Com um novo idioma, é a mesma coisa, se você não manter os hábitos adquiridos, tudo se perde e voltamos à estaca zero.

Claro que as longas sessões de estudos vão ser deixadas de lado, assim como as longas horas suando na academia. Porém, aquela caminhada ou corridinha pela manhã (ou natação, judô, você escolhe o esporte!) vão ter de ser incorporadas à sua rotina.

Já com o idioma, aquele contato de leve, ou até mesmo a prática mais frequente, é o que vai fazer ele se fixar na sua cabeça e, consequentemente, fazer você fluente. Algumas pessoas vão poder ter a chance de prática-lo todo dia, outras, no entanto, só podem mesmo ter aquele contato rápido para não esquecer, fixar o que foi aprendido e manter o conhecimento.

Seja qual for o seu caso, a dica aqui é exercitar, ou seja, coloque-a em prática, viva a língua. Afinal de contas, para que você aprendeu um novo idioma, não é mesmo? O mesmo vale para a sua dieta. Afinal, por que você quis perder peso? Para ficar mais saudável, não é? Então por que não manter a conquista?

EXTRA: para quem quiser saber mais sobre como se criam hábitos, esse texto pode ajudar. De acordo com um estudo, são necessários 66 dias para se criar um hábito sem que este seja um sacrifício.

E, deixo vocês com um vídeo de dois experts em idiomas Alexander Ärguelles e Anthony Lauder, que falam sobre como a mudança do estilo de vida é importante na hora de aprender uma língua.

Quer aprender um novo idioma?

Experimente o aplicativo Babbel