Fale um idioma como sempre sonhou

Aprenda idiomas como nunca. Baixe o aplicativo gratuitamente!

Escolha um idioma – a primeira lição de cada curso é grátis!

O guia definitivo para cumprimentar em diferentes partes do mundo

Como se cumprimenta ao redor do mundo? Neste guia explicamos como cumprimentar e tornar aquela conversa de elevador mais interessante, de acordo com o país no qual você se encontra.

Escrito por Cristina Gusano

Oi, beijo, beijo. Tudo bem? Tudo e aí? Esse fim de semana fez calor né? Ah, fizemos um churrasco! Legal, então a novela acaba na segunda… Nossa e essa crise do dólar, terrível… Sim… Ah tenho que ir, tudo de bom! Vamos marcar um dia para tomar aquela cerveja? Beijo!

Cumprimentos e conversa fiada caminham juntos. A conversa fiada é um neologismo que define o papo animado e trivial quando duas pessoas se encontram. Muitos afirmam que o propósito desses colóquios é evitar silêncios incômodos, mas, o que acontece quando você não domina o idioma? A linguagem não verbal se converte no verdadeiro protagonista.

Veja o que acontece quando esses encontros se passam em diferentes países, com outros idiomas e culturas. Uma coisa é garantida: sempre há uma mistura entre desconcerto, risadas nervosas e medo de passar ridículo.

Na Alemanha, o contato físico geralmente é vetado. Os jovens ainda dão abraços, mas no geral a etiqueta é dar a mão para cumprimentar. Em alguns casos, apenas um aceno com a cabeça é o suficiente, dependendo da região em que você estiver. No Norte é mais comum dizer "Moin, moin", enquanto no Sul as pessoas usam mais o "Servus". Portanto, dizer hallo ou guten tag, com uma distância prudente, é a aposta certa.

Na Áustria, se cumprimenta com um "Servus". Os austríacos não são de conversa fiada, mas são muito preocupados com os títulos que cada um tem. Quando você se dirigir a um professor universitário, por exemplo, assegure-se de reconhecer o seu diploma. As mulheres se cumprimentam com dois beijos e os homens geralmente também, senão um aperto de mão sempre vale.

No Brasil, as pessoas também se beijam, mas não há um acordo quanto ao número de beijos. O cumprimento também inclui um “Oi” e o clássico “tudo bem?". E quando o assunto é conversa fiada, o futebol ganha acima de todos os temas.

Os búlgaros também dão dois beijos e têm a peculiaridade de usar diferentes idiomas para diversas coisas no seu dia a dia. Para se despedir usam o termo italiano ciao e para agradecer a palavra francesa merci. Portanto, você pode ir a uma cafeteria e falar "ciao, merci!".

Na Espanha, as meninas se cumprimentam com beijos, e muitas vezes abraçando umas as outras enquanto se beijam. Essa coisa de dar as mãos não faz muito sucesso, nem que você esteja com uma doença contagiosa! As mãos se usam para cumprimentar o seu chefe no primeiro dia de trabalho, se for o caso. E a conversa fiada é como o pão de cada dia, e os temas favoritos são tempo e futebol, como no resto do mundo.

Nos Estados Unidos, as pessoas se cumprimentam como nos filmes: com um carinhoso abraço. Também existem versões mais informais, como um high five, ou um aperto de mão mais relaxado. Os cumprimentos também seguem o que vemos nas telonas: What’s up? How are you?

Na França, as pessoas se cumprimentam com um bonjour ou salut e se beijam, dependendo da região, uma, duas, três ou até quatro vezes! É necessário prestar atenção a formalidades como o vous, usado com idosos e pessoas desconhecidas, e a forma “tu”, que é geralmente usada com pessoas mais próximas.

Os holandeses se cumprimentam com beijos entre familiares, mas esse ato pode se tornar algo incômodo se você não sabe disso, portanto, na dúvida, comece com um aperto de mão. Eles se despedem com a expressão "doei doei" ou "de mazzel!".

Na Itália, o ciao sempre funciona. Seja o encontro de dia ou de noite, de chegada ou despedida. O cumprimento entre familiares e amigos é com dois beijos, da direita para esquerda, e segue respeitando tanto o cumprimento formal como o informal .

No Japão, as pessoas a princípio não se tocam, fazem uma pequena reverência, mas sem contato físico ou palavras. No caso de dar as mãos, se abaixa o rosto em sinal de respeito ao outro. E a conversa fiada é colocada em prática depois do trabalho.

Por outro lado, nossos amigos latinos da República Dominicana se cumprimentam com um toque de mão com os punhos cerrados quando se trata de homens e com um beijo na bochecha direita quando se trata de mulheres. Às vezes as pessoas se abraçam, mas tenha cuidado com o flerte próprio do carisma caribenho. Eles se cumprimentam com "¿Qué dicen?", respondem com "to ta bien" e se despedem com "a po ta to" para dizer “nos vemos”.

Os britânicos usam um "how’s it going?" ou algo com um som parecido ao "alright?" como forma de se cumprimentarem, enquanto se dão um beijo rápido ou um aperto de mãos. Se você dá dois beijos no Reino Unido, com certeza alguém dirá para você que isso é “muito continental” e vão rir um pouco por dentro. Falar sobre o tempo também é uma aposta segura.

Se nos apresentam um amigo de um amigo na Suécia, ele nos dará as mãos e um pequeno abraço. É possível a combinação “mão+abraço” que inclua também uns tapinhas nas costas. Se cumprimenta com Hej ou com um grande “Heeeeej” se você não viu a pessoa antes.

Agora ficou fácil se comunicar pelo mundo afora, não é mesmo?

Um beijo, e a gente se fala!

traduzido por Sarah Luisa Santos

Que tal expandir seus horizontes com uma nova língua?

Comece agora com Babbel agora!