Babbel Logo

Por que você deveria ser trilíngue?(E não apenas falar inglês)

Você já pensou em aprender 2 idiomas ao mesmo tempo? Ou melhor, já pensou na quantidade de portas que podem se abrir na sua carreira se você apenas tivesse um app que ajudasse você a se tornar trilíngue?
Author's Avatar
ESCRITO POR Breno Pessoa
Por que você deveria ser trilíngue?(E não apenas falar inglês)

Parece incrível, mas o Google completou 20 anos há apenas poucos dias. Eu sempre gosto de mencionar fatos como este, que parecem tão mais longínquos, porque apenas assim nos damos conta do quanto alguns dos nossos hábitos e conceitos mudaram recentemente, entre eles, a importância do domínio do inglês. Explico, não é necessário viajar ou ler muito a respeito para facilmente notar que a nova geração de jovens adultos ao redor do mundo fala inglês infinitamente melhor que a geração anterior.

Globalização, internet, Youtube, aplicativos de idiomas, eu poderia listar um número infinito de razões pelas quais o inglês está se tornando um idioma estabelecido, e não mais um diferencial. Principalmente se você mora numa grande metrópole e trabalha em áreas como marketing ou precisa realizar pesquisas para um doutorado, por exemplo. Hoje em dia, o que coloca você numa posição de destaque ou lhe abre as portas do mundo é falar um terceiro idioma. E no Brasil, o maior número de oportunidade de empregos para profissionais trilíngues está na combinação inglês e espanhol. Trilíngue é o novo inglês.   

Por que aprender espanhol?

Daqui a 3 anos, o Mercosul completará 30 anos. E já há alguns anos, não apenas grandes empresas multinacionais contratam profissionais poliglotas, mas também uma série de novos empreendimentos e start-ups estão atrás desses profissionais. Muitas pessoas no Brasil acreditam que é fácil aprender espanhol sozinho ou que basta improvisar, mas quem já se arriscou no portunhol num país de língua espanhola sabe que muitas vezes o resultado pode ser um desastre.

A verdade é que frequência e uma metodologia que guie você a progredir de nível são bastante importantes, assim como para qualquer outro idioma. Resultados da 52ª edição da Pesquisa Salarial da Catho revelaram também que profissionais no Brasil com fluência em espanhol ganham até +54% que os seus compatriotas. E, lógico, muitos dos empregos LatAm para empresas como Facebook, Netflix, Nestlé, Siemens e Google necessitam domínio do espanhol, além do inglês. Estes são empregos para gerenciar toda uma região continental, com salários altos, oportunidades de treinamento no exterior, e claro, viagens. Para mim, pessoalmente, está aí o bônus: poder conhecer pessoas de lugares diferentes, mergulhar nas suas culturas e descobrir as peculiaridades de cada país visitado.

Aprender dois idiomas ao mesmo tempo?

A nossa grande tendência é pensar em aprender idiomas em períodos diferentes da vida, mas a maioria dos poliglotas aprendem dois ou até três idiomas simultaneamente. Quando me integrei à equipe da Babbel, passei a aprender alemão e francês ao mesmo tempo, alternando entre as línguas num mesmo dia e por toda a semana. Com o alemão era sempre um esforço, pois para lembrar de verbos e palavras muito diferentes das nossas, é necessário atenção. Por outro lado, o francês era quase um descanso logo após, onde a similaridade com o português resultava num aprendizado fluído, natural. Conversando com uma colega francesa, ouvi a mesma experiência por parte dela, mas com os idiomas alemão e italiano.

E ao ler dicas de poliglotas on-line, notei que algumas são bem simples, e que eu naturalmente já as aplicava, como escolher uma combinação de idiomas apropriada, um semelhante à sua língua materna, talvez com a mesma raiz, como originada do latim, e outro um tanto mais diferente. E dedicar mais tempo à língua que lhe desafia mais, e menos ao idioma mais semelhante. Frequência também é bastante mencionado, para o cérebro reter a informação e acostumar-se a aprender ambas. Portanto, aprender inglês e espanhol não precisa ser em espaços de tempo separados, acredito que inclusive o exercício cerebral extra deve ser bastante benéfico.

Dois ou mais idiomas com o aplicativo da Babbel

Uma das grandes vantagens de aprender idiomas com aplicativos é a flexibilidade de poder acessar os cursos a qualquer hora e em qualquer lugar. O celular está na palma da sua mão e o modo off-line está também disponível. Eu costumo aprender no trem, no famoso S-Bahn de Berlim, a  caminho do trabalho. E essa flexibilidade é ainda mais realçada quando pensamos em aprender dois idiomas ao mesmo tempo. Ter total controle do momento em que deseja aprender cada língua nos garante além de uma leveza, maior eficácia. Cansou do inglês, mudou para o espanhol. E vice-versa. Outro fator importante é que os cursos do aplicativo da Babbel são baseados no Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas, então não é necessária toda uma adaptação, a troca de idiomas se torna bem natural para o seu cérebro. Os cursos são elaborados para falantes nativos de português e focam em conversação, com exercícios de diálogos e situações do nosso cotidiano, e você pode virtualmente praticar como se comunicar nas mesmas situações em inglês e logo depois em espanhol.

Talvez as frases e situações sejam diferentes, pois a Babbel adapta cada curso para a cultura e idioma local, mas certamente você vai aprender as diferenças e isto também deve ajudar a fixar o conhecimento. Por fim, como cada lição leva cerca de 15 minutos apenas, é realmente possível dedicar-se aos dois idiomas todos os dias, ao menos com uma lição completa. São minutos diários que podem realmente mudar a sua vida, abrir um mundo de possibilidades e surpreender você de maneira positiva.

TUDO PRONTO PARA ESTA VIAGEM LINGUÍSTICA?
APRENDA 2 IDIOMAS PELO PREÇO DE 1!

Artigos recomendados

Coisas que só o português brasileiro faz

Coisas que só o português brasileiro faz

Myra aprendeu português em Portugal, mas topou o nosso desafio em adivinhar algumas expressões brasileiras. Realmente, existem coisas que só o português brasileiro faz!
Aprender espanhol é um ótimo atalho para resgatar a identidade latina de um brasileiro

Aprender espanhol é um ótimo atalho para resgatar a identidade latina de um brasileiro

É verdade, nosso país é enorme e tem produção cultural diversa e volumosa o suficiente para que seja fácil esquecer o que nos rodeia. Mas, se é assim, por que as culturas norte-americana e inglesa são tão consumidas, em detrimento daquelas que estão muito mais perto de nós, geográfica e conceitualmente?
ESCRITO POR Ana Freitas
Qual a origem do ~ no português e no espanhol?

Qual a origem do ~ no português e no espanhol?

As línguas evoluem e pergaminhos eram muito caros – resumimos a história do surgimento do til.
ESCRITO POR Ana Freitas
Author Headshot
Breno Pessoa
Breno Pessoa é formado em Comunicação Social pela UCSal e fez mestrado em Marketing Internacional pela Roehampton University. Após períodos em Londres, Buenos Aires e Munique, agora reside em Berlim. Viajar e aprender idiomas estão entre os seus passatempos favoritos, além de observar pessoas e escrever. Foi redator publicitário, atuou por algum tempo com transcriação de propagandas e escreveu contos, uma seleção deles publicada pela editora 7Letras na Coleção Rocinante. Desde junho de 2015, integra a equipe da Babbel.
Breno Pessoa é formado em Comunicação Social pela UCSal e fez mestrado em Marketing Internacional pela Roehampton University. Após períodos em Londres, Buenos Aires e Munique, agora reside em Berlim. Viajar e aprender idiomas estão entre os seus passatempos favoritos, além de observar pessoas e escrever. Foi redator publicitário, atuou por algum tempo com transcriação de propagandas e escreveu contos, uma seleção deles publicada pela editora 7Letras na Coleção Rocinante. Desde junho de 2015, integra a equipe da Babbel.
Qual idioma você gostaria de aprender?