Rap alemão existe? Sim, e você pode aprender muito com ele!

Não só existe, como é bom. Saiba como aprender um pouco do idioma com esse gênero musical, apresento-lhes o rap alemão.
Author's Avatar
ESCRITO POR Gabriel B.
Rap alemão existe? Sim, e você pode aprender muito com ele!

Durante os programas esportivos que cobriam a Copa do Mundo de futebol de 2018, a televisão pública alemã transmissora dos jogos tocava incessantemente a “música tema” da competição no canal. Não demorou para eu começar a assobiá-la até antes de ir dormir. 

Assisti a quase todos as partidas do mundial, como sempre faço a cada quatro anos. E com elas tinha que tolerar aquela melodia grudenta. Vencido pela curiosidade, procurei o nome da música: “Zusammen”, da banda Die Fantastischen Vier com o cantor Clueso (ouça na nossa playlist no final do artigo). Eu descobria assim o rap alemão, que tem conquistado espaço relevante no país desde o fim dos anos 1980.

Em 2015, por exemplo, 17 álbuns do gênero lideraram o ranking dos mais vendidos na Alemanha. E o Die Fantastischen Vier, ou Fanta 4, está entre os grupos mais relevantes. A banda de Stuttgart foi a primeira a lançar um álbum completo em alemão (Jetzt Geht’s Ab, em 1991), embora tenha sido precedida na cena do hip hop alemão pelo trio Advanced Chemistry – que atuava no contexto underground desde 1987. 

Outros pioneiros do gênero no país são Freundeskreis, uma banda de Stuttgart com temas socialmente conscientes, Absolute Beginner, grupo de Hamburgo dono de letras altamente politizadas, e Cora E., a primeira rapper de destaque na Alemanha. 

O Fanta 4, composto por Andreas Rieke (And.Y), Michael B. Schmidt (Smudo), Michael Beck (Hausmarke) e Thomas Dürr (Thomas D), atingiu grande sucesso comercial. Ativo desde 1989, o grupo conseguiu o primeiro hit do hip hop alemão com o single Die Da?!, de 1992. 

A banda teve albums no topo dos mais vendidos, incluindo Fornika (2007) e Für Dich Immer Noch Fanta Sie (2010). O grupo é tão popular que seus integrantes dublam a versão alemã dos penguins da série Madagascar.

Com um estilo mais comercial, as letras do Fanta 4 têm se provado eficientes fontes de expressões e vocabulário. “Zusammen, por exemplo, me ensinou palavras bem úteis – a começar pelo seu título, que pode ser traduzido como juntos(as). Quando você for a algum mercado ou a um Döner Kebab no meio da madrugada com alguém, não é raro ouvir na hora de pagar um “Zusammen?”. Ou seja, uma versão curta para “Vocês vão pagar juntos?”. 

Outras palavras e frases que essa música oferece são unzertrennbar (inseparável), Herz und Seele (coração e alma), Für den Rest des Lebens (para o resto da vida), Bist du allein hier? (Você está sozinho aqui?), wahre Freundschaft (amizade verdadeira), maßgeschneidert (feito sob medida), Wir feiern heute bis zum Morgengrau’n (Hoje celebramos até o amanhecer). 

A letra de “Tunnel”, uma música com um ritmo super engraçado e cujas rimas são impossíveis de se pronunciar, acrescentou ao meu vocabulário termos como wüste (deserto), mach Krach (faça barulho), worauf wartet ihr? (pelo que você está esperando?), Wir sind doch Kumpels (somos amigos/camaradas), besser als nichts (melhor que nada) e Du wirst dich wundern (você ficará surpreso). 

No meu mergulho no hip hop alemão, cruzei também com Marteria. O rapper nascido em Rostock, na então Alemanha Oriental, em 1982, é bem popular no país. Ele já gravou sob o nome de Marsimoto, foi jogador de futebol e até modelo para marcas como Diesel, Hugo Boss e Valentino.

Marteria começou a se envolver com o rap em 1995 e foi membro da Underdog Cru até lançar seu primeiro álbum solo, Halloziehnation, em 2006. Seu disco Zum Glück in die Zukunft II (2014) chegou ao topo dos mais vendidos. 

Minhas músicas favoritas de Marteria são “Mein Rostock” e a absolutamente irritante, mas ainda assim de alguma forma excelente, “Endboss”. Aprendi com elas: will nur feiern (só quero celebrar),  ich bin gleich da (estarei lá em breve), Bin aufgeregt (estou animado(a)) e du bist wunderschön (você é linda).

Até o momento, foi isso que o hip hop alemão me ensinou. Ainda não dá para abandonar os estudos “oficiais” e investir na carreira de rapper, mas analisar letras de músicas é sempre uma atividade enriquecedora. É possível aprender muitas expressões e palavras usadas no cotidiano. Além disso, a música ajuda a memorizar a pronuncia ideal.

Outros rappers que valem a pena escutar são Casper, Kollegah, Kool Savas, Haftbefehl  e Nimo. Confira a nossa playlist e aproveite um pouco do rap alemão!

 

VOCÊ QUER FALAR ALEMÃO?
BAIXE O APLICATIVO DA BABBEL
Qual idioma você gostaria de aprender?