Start speaking a new
language with confidence
Get Started Now

9 expressões curiosas sobre gatos em francês e em japonês

Não só quem fala português tem expressões com gatinhos… os franceses e japoneses também adoram se expressar através dos bichanos!
Author's Avatar
ESCRITO POR Piti Koshimura
9 expressões curiosas sobre gatos em francês e em japonês

Ilustrações por Patrícia Mafra

Franceses e japoneses têm em comum sua adoração por gatos – assim como todos nós que perdemos bons minutos do dia quando nos deparamos com vídeos de gatinhos fazendo “gatices”. Essa fixação pelos felinos se reflete na língua (às vezes de forma não tão carinhosa) e o que vemos são inúmeras expressões em francês e em japonês que se referem aos bichanos. Aqui vão as minhas preferidas:

1. Neko no te mo karitai (猫の手も借りたい)

Tradução literal: Até a pata do gato quero emprestada

Significado: Estar tão ocupado(a) a ponto de aceitar qualquer tipo de ajuda, mesmo a “mãozinha” de um gato.

2. Avoir un chat dans la gorge

Tradução literal: Ter um gato na garganta

Significado: Estar rouco(a) – imagina ter um bichano peludo e de garras afiadas na garganta?

3. Neko jita (猫舌)

Tradução literal: Língua de gato

Significado: Na terra do lámen e do missoshiro, os “neko jita” são aqueles que têm dificuldade para ingerir comidas muito quentes.

4. Avoir d’autres chats à fouetter

Tradução literal: Ter outros gatos para chicotear (ô, dó!)

Significado: Ter mais o que fazer.

5. Neko wo kaburu (猫をかぶる)

Tradução literal: Vestir o gato, usá-lo na cabeça como um chapéu

Significado: Fazer-se de inocente, fazer-se de santinho(a).

6. Donner la langue au chat

Tradução literal: Dar a língua ao gato

Significado: Desistir de tentar adivinhar um enigma e pedir a resposta.

7. Unchi wo umeteiru neko no yō ni (ウンチを埋めている猫のように)

Tradução literal: Que nem um gato enterrando seu cocô

Significado: Estar muito ocupado(a) ou indisponível, como os gatos que ficam obcecados em enterrar sua própria sujeira e não conseguem fazer mais nada.

8. Les chiens ne font pas des chats

Tradução literal: Os cachorros não fazem gatos

Significado: As crias se parecem com seus pais, ou o nosso “filho de peixe, peixinho é”.

9. Neko no ko ippiki inai (猫の子一匹いない)

Tradução literal: Não tem um filhote de gato

Em francês: Il n’y a pas un chat

Tradução literal: Não tem um gato

Significado: Por coincidência, tanto o francês como o japonês usam a figura do gato para falar de um lugar que não tem absolutamente ninguém, como se estivesse “às moscas”.

Aprenda francês com a Babbel

Comece agora clicando aqui

Artigos recomendados

‘Pas mal’, ‘pas mauvais’, ‘pas terrible’: decifrando o pessimismo dos franceses em expressões corriqueiras

‘Pas mal’, ‘pas mauvais’, ‘pas terrible’: decifrando o pessimismo dos franceses em expressões corriqueiras

Decifrando o significado de ‘pas mal’, ‘pas mauvais’ e outras expressões construídas a partir da negação. Afinal, o que os franceses querem dizer exatamente quando dizem que algo “não é ruim”?
ESCRITO POR Piti Koshimura
10 palavras em francês que você vai sofrer para pronunciar

10 palavras em francês que você vai sofrer para pronunciar

A pronúncia do francês pode ser difícil, mas não se desespere! Temos aqui várias dicas para facilitar sua vida na hora de falar francês.
ESCRITO POR Marion Maurin
Bonjour e Irasshaimase – uma diferença crucial entre franceses e japoneses

Bonjour e Irasshaimase – uma diferença crucial entre franceses e japoneses

Priscila Koshimura é nossa editora convidada e criadora do blog Peach no Japão. Depois de viver no Japão ela se mudou para a França, e conta como as diferenças entre os dois idiomas dizem muito também sobre as diferenças culturais.
ESCRITO POR Piti Koshimura
Author Headshot
Piti Koshimura
Nascida em São Paulo, Piti Koshimura divide sua vida entre o Japão, a França e o Brasil. Depois de se formar em Comunicação, passou temporadas em Barcelona, Tóquio e Montpellier. Atualmente, de volta ao sul da França, a produtora de conteúdo se dedica a um mestrado em Estudos Culturais. Adora colecionar descobertas que envolvem idiomas, cultura e turismo, e compartilha boa parte delas no blog Peach no Japão.
Nascida em São Paulo, Piti Koshimura divide sua vida entre o Japão, a França e o Brasil. Depois de se formar em Comunicação, passou temporadas em Barcelona, Tóquio e Montpellier. Atualmente, de volta ao sul da França, a produtora de conteúdo se dedica a um mestrado em Estudos Culturais. Adora colecionar descobertas que envolvem idiomas, cultura e turismo, e compartilha boa parte delas no blog Peach no Japão.