Como xingar em inglês sem perder a classe

Para quem acabar em uma discussão, essas palavras podem ajudar a se sair por cima.
Escrito Por Gabriel B.
23/07/2018
Como xingar em inglês sem perder a classe
Embora muitos professores de línguas estrangeiras optem por não ensinar insultos a seus estudantes, a fluência em um idioma, a meu ver, também passa pelo aprendizado dessas palavras. Em favor deste argumento estão ao menos dois fatos: é normal que as pessoas se xinguem vez ou outra, e essas palavras são parte integral do vocabulário de nativos. Logo, é preciso entendê-las para compreender melhor o inglês (ou qualquer outra língua). A minha questão é: como xingar em inglês sem perder a linha?

Por outro lado, é sempre educado evitar o uso dessas palavras. Mas, se não houver outra saída, ao menos escolha insultos um pouco mais “eruditos”. 

Com a ajuda dos dicionários de Cambridge e Oxford, além de livros de gírias, selecionamos uma mistura de insultos raros, antigos (alguns dos tempos de Shakespeare – um prolífico insultador) e modernos (mas menos óbvios) para você usar em momentos de conflito.

Com as palavras desta lista, é possível sair de uma discussão sem perder a linha. E são grandes as chances de seu “oponente” sequer perceber a ofensa. 

Obnoxious

Essa palavra não aparece com tanta frequência em conversas cotidianas, mas também não é exatamente uma raridade. O seu maior forte está no som sumptuoso e na pronúncia elaborada. 

Significa algo ou alguém extremamente desagradável, antipático. 

A palavra tem origem no fim do século XVI, quando seu sentido era diferente: vulnerável a danos. O significado atual remonta ao fim do século XVII. 

Então, pode dizer sem medo de errar para alguém insuportável: You are so obnoxious. 

Quisquilian

Com origem em meados do século XVII, essa palavra é raríssima – além de ser brutal. 

Ao usá-la, você vai chamar alguém de inútil, imprestável, insignificante. 

Um bom exemplo em uma frase é: You couldn’t be more quisquilian!

Do latim clássico desperdício, entulho, lixo. Logo, guarde esta opção para quando quiser pegar pesado. 

Flagitious

Ideal para indivíduos com atitudes e perfil vilanescos. Refere-se a uma pessoa ou ações criminosas e perversas. 

Registrada desde o Inglês Arcaico (período entre 1150 e 1470).

Exemplo: Your flagitious behaviour disgusts me.

Cockalorum

É a definição de uma pessoa presunçosa, que se acha muito importante. O ponto negativo é que a primeira parte da palavra já indica que se trata de uma ofensa. 

A sua origem é do começo do século XVIII.

Exemplo: It would do you some good if you stopped being such a cockalorum.

Lickspittle

A escolha perfeita para chamar um puxa-saco de puxa-saco sem chamá-lo de puxa-saco. 

Refere-se a alguém muito ansioso para agradar ou obedecer outra pessoa em posição de autoridade.

Em uma frase, é possível aumentar o seu teor ofensivo ao acrescentar algum adjetivo depreciativo antes dela.

Exemplo: You are such an obsequious lickspittle!

Weasel

Essa palavra é adequada para descrever os “falsianos”. Refere-se a uma pessoa falsa, traiçoeira, desleal. 

Em português, tendemos a usar a palavra cobra para falar de pessoas traiçoeiras ou falsas, já em inglês costuma-se associar pessoas sorrateiras ou traiçoeiras à weasel (doninha).

Exemplo: You are a despicable weasel.

Morosoph

Esse insulto se refere a um tolo pedante ou a um tolo que se acha um filósofo. Seu uso é bem raro. 

Vem do final do século XVII, com registro mais antigo encontrado no autor e tradutor Thomas Urquhart (1611-1660). Tem raízes anteriores no Francês Médio e no Grego Antigo. 

Ninnyhammer (também ninnyhommer, niniamer)

Se você conseguir pronunciar essa palavra no meio de uma discussão, parabéns! Ela quer dizer alguém estúpido ou tolo. A versão simplificada ninny é mais comum.

Uso registrado desde o final do século XVI.

Exemplo: You turned out to be an arrogant ninny.

Flapdoodle

Pode ser usada para chamar alguém de tolo. É registrada desde meados do século XIX.

Exemplos: What a flapdoodle!

Blatherskite

Uma pessoa que fala demais, mas sem fazer muito sentido. Pode se referir também a uma conversa tola.

Registrada pelo menos desde o século XVII, é uma junção de blather (uma fala longa e sem sentido) + skite (alguém que se gaba), um termo depreciativo escocês.

Exemplo: You are such a curmudgeonly blatherskite.

Ignoramus

A composição já indica o significado: uma pessoa ignorante ou estúpida. 

Vem do final do século XVI, com uso em termos jurídicos. A raiz latina significa literalmente “não sabemos”. 

Exemplo: You self-centred ignoramus.

Sluggard

Do Inglês Arcaico, significa um indivíduo preguiçoso, sem energia. Não é tão raro ver essa palavra em textos, mas em conversas o termo lazy é muito mais utilizado. Então, aproveite para mostrar a sua criatividade e acrescente outros adjetivos antes de sluggard para enfatizar o sentido depreciativo da palavra. 

Exemplo: You drunken sluggard!

Nincompoop

Refere-se a alguém estúpido. Origem registrada no fim do século XVII.

Exemplo: You are an ill-prepared egotistical nincompoop.
Aproveite o novo vocabulário e use-o com moderação para não correr o risco de virar um muck-spout, alguém que abusa dos insultos. Da junção de muck (sujeira, resíduos) e spout (intenso fluxo de líquidos saindo de um cano).

APRENDA A SER ELEGANTE EM INGLÊS
BAIXE O APLICATIVO DA BABBEL
Author Headshot
Gabriel B.
Gabriel Bonis é jornalista, especialista em Direito Internacional para Refugiados e mestre em Relações Internacionais pela Queen Mary University of London. Ele passa a maior parte do seu tempo escrevendo sobre direitos humanos, ajudando refugiados a lidar com seus processos de asilo e estudando alguma língua nova. Atualmente, vive em Berlim. Siga-o no Twitter (@gbonis).
Gabriel Bonis é jornalista, especialista em Direito Internacional para Refugiados e mestre em Relações Internacionais pela Queen Mary University of London. Ele passa a maior parte do seu tempo escrevendo sobre direitos humanos, ajudando refugiados a lidar com seus processos de asilo e estudando alguma língua nova. Atualmente, vive em Berlim. Siga-o no Twitter (@gbonis).

Artigos recomendados

Como evitar gafes ao escrever um e-mail em inglês 

Como evitar gafes ao escrever um e-mail em inglês 

Quer escrever um e-mail profissional em inglês? Então preste atenção a essas dicas valiosas para não parecer rude ou sem educação.
Escrito Por Gabriel B.
Como criar novas palavras em inglês: um guia inteligente (à la William Shakespeare)

Como criar novas palavras em inglês: um guia inteligente (à la William Shakespeare)

Além de necessário, aprender inglês também pode ser muito divertido! Você sabia que podemos criar palavras usando algumas regrinhas gramaticais? Para descobrir como isso funciona, leia o artigo a seguir.
Escrito Por Ana Freitas
Grammar Girl explica como amar gramática em inglês (sim, é possível!)

Grammar Girl explica como amar gramática em inglês (sim, é possível!)

Nós conversamos com Mignon Forgarty, criadora e apresentadora do podcast Grammar Girl, que fala sobre o seu amor por gramática e como aprender inglês pode ser divertido – tanto para falantes nativos quanto para quem quer ficar fluente!
Escrito Por Dylan Lyons