Fale um idioma como sempre sonhou

Aprenda idiomas como nunca. Baixe o aplicativo gratuitamente!

Escolha um idioma – a primeira lição de cada curso é grátis!

Está chovendo canivete! Expressões interessantes sobre o tempo ao redor do mundo

Expressões divertidas e poéticas sobre o tempo em diferentes idiomas – tudo o que você precisa para falar como um nativo, desde a gelada Estocolmo até a ensolarada Sidney.

Escrito por James Lane

“Conversas sobre o tempo são o último refúgio para os que não têm imaginação” disse Oscar Wilde, em uma afirmação que condena a todos nós. O tempo é um tema universal. Esteja você em Singapura, Estocolmo ou Sidney, fazer comentários sobre o clima é uma forma segura de se iniciar uma conversa.

Expressões sobre o tempo são uma parte importante em todos os idiomas. Elas refletem tanto as atitudes culturais como os padrões climáticos. Por isso, você provavelmente vai ouvir mais expressões relacionadas à neve nos países do norte europeu do que, digamos, na Indonésia. Às vezes, surgem ecos através das linhas culturais – holandês, alemão, inglês e idiomas escandinavos tendem a ter expressões semelhantes sobre o tempo – já em outros idiomas, as expressões são um pouco mais peculiares, como o ditado turco, “Não entre no mar, a menos que a pele da melancia tenha caído no nele.” - karpuz kabuğu denize düşmeden suya girilmez.

Um breve comentário sobre o mais horrível dos clichês sobre o clima "It’s raining cats and dogs" (“Está chovendo cães e gatos”): existem inúmeras teorias quanto a origem dessa expressão. Ela seria uma referência a Odin (Deus nórdico do trovão, associado a cães) e às bruxas (associadas a gatos)? É possível que uma chuva forte tenha espantado gatos e cães dos telhados de palha onde estavam alojados? Talvez essa expressão seja uma adaptação da palavra catadoupe, do francês arcaico, que significa cachoeira? Também é possível que Jonathan Swift tenha inventado essa expressão em um poema em 1710? Isso ninguém sabe, mas com certeza esse tema é uma ótima maneira de entediar pessoas em uma festa. Uma coisa é certa: se você fala inglês como língua estrangeira e aprendeu essa expressão na escola durante o ensino médio, não a use. Jamais. Ninguém a usa, é uma dessas frases infelizes e que só fazem você parecer um bobo.

Em vez disso, por que não fazer um empréstimo do francês e dizer "il pleut comme vache qui pisse" ("está chovendo igual a uma vaca mijando")? Ou tente a versão portuguesa chover canivete, que é frequentemente usada para enfatizar que alguém não quer fazer alguma coisa: nem que chova canivete.

Quando se trata de gelo, vento e neve, a Escandinávia tem várias expressões maravilhosas. Se algo na Noruega já está feito e acabado, é como “neve do ano passado”: snøen som falt i fjor. Os suecos dizem det som göms i snö, kommer upp i tö – que significa “o que está escondido na neve, aparece no degelo”, ou seja, mais cedo ou mais tarde a verdade vem à tona. Eles também dizem que “não existe tempo ruim, apenas roupas ruins”: det finns inget dåligt väder, bara dåliga kläder. Os russos presumidamente não compartilham desse pensamento. Eles têm uma expressão para quando se está tremendo tanto que alguém “não consegue manter os dentes juntos”: зуб на зуб не попадает! A expressão turca kar çiftçinin yorganıdır, que também merece menção especial, significa “a neve é a manta do agricultor”, porque ela protege o solo.

Para poesia pura, vejamos outra frase turca: Gök ağlamayınca yer gülmez (“Se o céu não chora, a terra não ri”). Outra frase adorável é a rima italiana rosso di sera, bel tempo si spera, que pode ser traduzido como “vermelho ao anoitecer, bom tempo há de fazer”. Em inglês, há uma expressão similar: "Red sky at night, shepherd’s delight, red sky in the morning, shepherd’s warning” (“Céu vermelho ao anoitecer, deleite do pastor; céu vermelho ao amanhecer, aviso ao pastor”). Em algumas versões, fala-se do marinheiro em vez do pastor. Realmente, a expressão parece ter uma razão de ser (artigo em inglês).

E claro que para expressões sobre calor escaldante, temos que ir para locais de climas mais quentes. Para a Índia, onde durante a monção, “chove fogo”, अग्नि बरस रही है. Para a China, onde “as nuvens estão pegando fogo,” 火云如烧. E para a Austrália, onde um dia quente pode ser uma “scorcher,” um “stinker,” ou, se você sente a coisa realmente quente, "hotter than a shearer’s armpit" (“mais quente que suvaco de tosador de ovelhas”). Quem disse que os australianos não sabem fazer poesia?

Seria negligência da minha parte, não expor que a expressão “como um raio lubrificado” provavelmente originou-se do holandês ("als een gesmeerde bliksem") ou do alemão ("wie ein geölter Blitz"). Nós também podemos agradecer aos alemães pela expressão "schnell wie der Blitz" (“rápido como um raio”). Como era de se esperar, eles também têm algumas expressões relacionadas à chuva: quando se deixa alguém na mão, diz-se em alemão “deixar alguém na chuva”("jemanden im Regen stehen lassen"), e quando se sai de uma situação ruim para uma ainda pior, diz-se "vom Regen in die Traufe" (“da chuva para a sarjeta”).

E da próxima vez que algo incomodar você, tente adotar uma atitude mais sueca e "låtsas som om det regnar". Ignore o que está acontecendo – literalmente: “finja que está chovendo“.

Você quer enriquecer sua vida e conhecer um novo idioma?

Comece aqui com a Babbel