O Desafio Escandinavo ou como aprender um idioma em 7 dias

Já imaginou aprender um idioma em 1 semana? Calma, não estamos vendendo uma ideia absurda, mas testamos realmente o quanto é possível aprender em 7 dias. Confira o resultado no artigo abaixo.

Se você lê a nossa revista com frequência, já deve ter reparado que amamos um desafio de idiomas: Desafio de Espanhol, Desafio de Romeno em 1 hora, Francês em 1 semana de trabalho, Turco em 7 dias

Pensando em nossos desafios, decidimos testar o quanto realmente é possível aprender em 1 semana quando você não tem ideia de como é o idioma.

Convidamos 9 colegas para testarem suas recém adquiridas habilidades linguísticas em dinamarquês, sueco e norueguês. Entre os participantes estava Gabriel, um brasileiro e amigo meu.

O Gabriel já fala bem alemão e espanhol, sem contar a sua fluência em inglês, que inclusive é a língua comum aqui na Babbel (como a empresa possui profissionais do mundo todo, precisamos de um idioma em comum). Para este desafio, ele aprendeu sueco usando apenas o aplicativo da Babbel.

Eu, como brasileira, fiquei curiosa em saber quais, afinal, são as dificuldades para os falantes nativos de português – e a pergunta que não quer calar: é possível aprender um idioma em 7 dias apenas com o aplicativo?

Quer já testar se você aprende um novo idioma em 1 semana? A primeira lição é gratuita, baixe aqui!

Quantas horas você estudou no total com o aplicativo Babbel?

Eu estudei, em média, arredondando para cima, uma hora por dia. Portanto, um total de 7 horas.

O que foi mais interessante saber sobre o idioma sueco?

Que eles não conjugam os verbos de acordo com os pronomes pessoais. Por exemplo, em sueco: eu, tu, ele, eles “vai”.

Isso facilita muito na hora de aprender os primeiros verbos, além de dar confiança para você sair falando as primeiras frases sem errar muito. Esse foi o primeiro idioma que estudei e que ouvi falar que era assim, embora depois eu tenha descoberto que esse é um traço comum entre o sueco, o norueguês e o dinamarquês. A pronúncia e a sonoridade do sueco também são bem particulares e interessantes, eles “sobem” e “descem” a entonação mais de uma vez na mesma palavra.

Você consegue achar alguma facilidade que os brasileiros teriam em aprender sueco?

Além dessa questão dos verbos, eu diria que a pronúncia não é tão difícil como a do alemão, por exemplo. Não são facilidades exclusivas para brasileiros, mas são algumas coisas que, na minha opinião, fazem do sueco uma língua aparentemente menos complexa e difícil de aprender. Outro exemplo disso é a ausência de casos como dativo e acusativo no sueco, assim como no português. Há ainda alguns casos de palavras com grafia e significados parecidos com o português, como “tre” (três), “talar” (falar), mas eles são mais raros.

Veja também os idiomas mais fáceis para aprender se você fala português

Depois de uma semana, você acha que estaria preparado para “se virar” na Suécia sem o apoio da língua inglesa?

Eu, sinceramente, não. Mas a pessoa com quem eu competi durante o desafio, com certeza. Ela é alemã, já sabia um pouco de norueguês, se dedicou um pouco mais do que eu, e estava totalmente apta a ter pequenas conversas em sueco. Eu, apesar de conseguir me apresentar, acho que teria dificuldades em conseguir pedir algo num restaurante, a não ser que fosse algo bem fácil.

Você acha que vale a pena aprender um idioma uma semana antes de viajar para algum lugar? Você diria que o aprendizado foi útil nesse sentido?

Com certeza. Ainda mais se você já tiver o objetivo de conseguir se comunicar o mínimo possível, aí você já pode estudar especificamente pensando nisso. Creio que até mesmo um dia é melhor do que nada. E isso pode ser especialmente importante em lugares onde as pessoas não falam inglês tão bem, porque mesmo algumas poucas palavras já abrem muitas portas.

O que você faria de diferente no desafio se tivesse a chance?

Tentaria dividir ainda mais o tempo de estudo em várias sessões de 15 minutos espalhadas pelo dia. Houve um dia em que eu não estudei absolutamente nada e outro que estudei duas horas seguidas. O ideal, na minha opinião, teria sido de 4 a 5 sessões de 15 minutos por dia.

Como este aplicativo pode ajudar você a falar um novo idioma

Qual a sua dica para quem quer aprender rápido o básico de um idioma com o aplicativo, por exemplo, para viajar?

Controle a empolgação e tente não queimar seu cérebro. É muito tentador no primeiro dia, quando tudo é uma novidade, passar horas usando o aplicativo sendo que depois você vai acabar esquecendo tudo que aprendeu. Determinação é importante, mas ritmo e consistência também.

Quer começar a aprender um novo idioma?

Baixe o aplicativo Babbel
Share: