Como ser um poliglota? 5 dicas para aprender idiomas de uma brasileira que fala 5

Juliana Selem é uma brasileira que, além de português, fala espanhol, inglês, italiano e francês. Neste artigo, ela dá dicas de como aprender idiomas com mais facilidade.
Author's Avatar
ESCRITO POR Juliana Selem

Juliana Selem chamou a nossa atenção por causa de sua habilidade de falar vários idiomas fluentemente. Afinal, o que fez ela ter tanto sucesso no seu aprendizado? E, como brasileira, será que existe uma dica especial para quem fala português? A seguir, veja as 5 dicas de Juliana Selem para aprender idiomas:

1. Escolha um idioma pelo qual você tem paixão

Como ser um poliglota? Como aprender tantos idiomas? Por mais que eu quisesse responder “aprendi do dia para noite”, a verdade infelizmente não é essa. Acontece que o processo de aprendizado de um idioma é contínuo e exige dedicação. Portanto, o melhor mesmo é escolher uma língua que vai ser prazerosa para você durante essa jornada.

O que me ajudou mais a aprender idiomas foi também aprender sobre a cultura deles. Essas duas coisas estão diretamente conectadas, então procure uma língua associada a uma cultura que você goste. Um bom exemplo é se a sua família tem ascendência italiana e você sempre quis saber mais sobre a cultura dos seus antepassados. Portanto, o italiano pode ser uma boa opção para você.

2. Se puder, faça um intercâmbio

Uma maneira muito eficaz – e interessante – de aprender um idioma é viver ele literalmente, ou seja, se integrar num ambiente em que ele é usado o tempo todo. Quem aí não conhece alguém que tinha um inglês básico e voltou fluente no idioma depois de fazer um intercâmbio? Pois é, se você tem a oportunidade de viajar para outro país para aprender um idioma, vá!

Um intercâmbio não só acelera (e muito) o seu aprendizado da língua, como também expande os seus horizontes. Você vai, além de descobrir fatos sobre uma nova cultura, também descobrir outras partes de você. Vale a pena!

3. Não pode viajar? Crie um ambiente de imersão com músicas, filmes e notícias

Nem todo mundo tem tempo e/ou dinheiro para fazer um intercâmbio, e mesmo quem já fez deve continuar estudando a língua depois que volta para o seu país. O que fazer, então?

Crie um ambiente de imersão na sua própria casa. E, como fazer isso?

Uma dica é escutar músicas na língua que você quer aprender. Se você ainda não consegue entender muito bem o que está sendo falado nas letras, procure os significados na internet, anote as palavras que você ainda não conhece e procure no dicionário.

Outra dica é ver filmes, muitos filmes! Se você é inciante, veja filmes com a legenda na sua língua materna primeiro e depois reveja com a legenda no idioma original. Se você já está num nível mais avançado, já poderá assistir os filmes com a legenda na língua original. Ao fazer isso, você estará treinando a escuta, a leitura e também vai aprender como algumas palavras são escritas.

E, para completar o ambiente de imersão, em vez de ler notícias em português, que tal utilizar este tempo para ler notícias na língua que você está aprendendo? Você estará fazendo duas coisas ao mesmo tempo: se informando e aperfeiçoando sua habilidade de leitura no idioma estrangeiro.

4. Estude com aplicativos todos os dias – as lições da Babbel duram apenas 15 minutos

Se você já tem livros de idiomas em casa, aproveite para estudar um pouco de gramática todo dia. Muita gente acha que estudar gramática é chato, mas ela ajuda a economizar tempo. Ao aprender uma regra de gramática, você entende a lógica do idioma, e assim evita a “decoreba” e consegue pensar no idioma aprendido.

Uma alternativa prática e que você pode levar para onde for é o aplicativo da Babbel. As lições da Babbel duram apenas 15 minutinhos e ainda contam com o Sistema de Revisão, para você fixar o que aprendeu. 

5. Ache alguém para conversar e escreva um diário

Uma das habilidades mais difíceis de se treinar é a fala, porque, muitas vezes, não conhecemos ninguém que fale ou queira praticar o idioma com a gente. Se você tem um amigo ou uma amiga que fala a língua que você quer aprender, tente marcar um encontro com eles de vez em quando para praticar a conversação (se encontrar um falante nativo dessa língua que queira aprender português, melhor ainda, pois assim vocês podem ajudar um ao outro). Se não for possível achar alguém na sua cidade, procure na internet.

Para aqueles que gostam de escrever, uma dica é manter um diário na língua que você está aprendendo. Manter um diário numa língua estrangeira faz você não só parar para refletir sobre o seu dia e sobre você, como também dá a oportunidade de treinar a escrita naquela língua.

Não se esqueça que o mais importante é estar em contato com a língua todos os dias e o máximo possível, mas se você consegue só dedicar 15 minutos por dia, já é suficiente para você aprender o seu novo idioma. Para você conseguir fazer isso, escolha materiais que funcionam, que dão prazer e que permitam que você treine várias habilidades (audição, fala, leitura e escrita).

VOCÊ GOSTARIA DE FALAR UM NOVO IDIOMA?
BAIXE O APLICATIVO DA BABBEL

Artigos recomendados

Os sons mais difíceis para os estrangeiros e as regras de pronúncia da língua portuguesa

Os sons mais difíceis para os estrangeiros e as regras de pronúncia da língua portuguesa

7 estrangeiros de 7 países diferentes deram o seu melhor para tentar pronunciar algumas palavras em português. Veja o resultado, com dicas de pronúncia.
Por que gesticulamos tanto? Alguns fatos para esclarecer (um pouco) a nossa mania de falar com as mãos

Por que gesticulamos tanto? Alguns fatos para esclarecer (um pouco) a nossa mania de falar com as mãos

Por que gesticulamos tanto? Seria esse um costume exclusivamente brasileiro? Veja aqui alguns gestos que estamos acostumados a fazer, mas nem sempre são completamente compreendidos no exterior!
Como se tornar um legítimo brasileiro em 10 passos

Como se tornar um legítimo brasileiro em 10 passos

O que é ser brasileiro? E por que a maioria dos estrangeiros que visitam o país se apaixonam por ele? Os 11 hábitos e comportamentos abaixo são um bom ponto de partida para quem quer entender um pouco mais sobre a vida no “país do futebol” (ou seria o “país do carnaval”)?
Author Headshot
Juliana Selem
Juliana Selem é brasileira, globalista por formação (UCLA) e viajante por opção. Apaixonada por línguas e culturas, ela compartilha suas paixões com o mundo, produzindo vídeos semanais para o seu canal no YouTube. Confira outros vídeos de Juliana em http://youtube.com/JulianaSelem.
Juliana Selem é brasileira, globalista por formação (UCLA) e viajante por opção. Apaixonada por línguas e culturas, ela compartilha suas paixões com o mundo, produzindo vídeos semanais para o seu canal no YouTube. Confira outros vídeos de Juliana em http://youtube.com/JulianaSelem.
Qual idioma você gostaria de aprender?