Babbel Logo

Músicas em francês: 5 bandas e cantores para aprender francês já!

Para quem quer acelerar o aprendizado, aqui está uma seleção de músicas em francês que ajudaram nossa colaboradora Flávia a de fato aprender francês para o teste Delf. Voilà!
Author's Avatar
Músicas em francês: 5 bandas e cantores para aprender francês já!

Pesquisar novas bandas e escutar músicas em francês foi um dos passos que me ajudou muito a melhorar a pronúncia da língua, e também a aprender diversas palavras e expressões novas. Quando resolvi fazer a prova Delf (Diplôme d’Etudes en Langue Française), eu não tinha muito tempo para estudar. Então, montar uma playlist para ouvir na ida e na volta do trabalho foi uma das primeiras coisas que fiz. Mesmo nos dias em que eu estava mais cansada, não abria mão de colocar o fone de ouvido e tentar me concentrar nas letras das músicas ou me atentar para a pronúncia de uma palavra ou outra. Aqui eu compartilho alguns dos meus achados durante esta jornada, que também podem ajudar você a aumentar a sua playlist e aprender esta língua que eu acho tão bela.

Second Sex

Esta banda parisiense é uma dica para quem gosta de punk rock. Suas músicas com batidas mais pesadas e letras diferentes são animadas e podem fazer parte da sua playlist principalmente nos dias em que você precisa se manter desperto. J’ai couché avec le diable, que significa “eu dormi com o diabo” é uma das minhas músicas preferidas da banda, e também uma das mais conhecidas do público. Ela descreve uma noite em que o narrador teria dormido com o diabo sans regret ni rencoeur, ou seja, sem arrependimentos ou rancor. Escute as também vibrantes Mon autre Coté e Le Monde est silencious para aprender um vocabulário mais diverso.

Brigitte

Battez-vous é uma das canções mais dançantes desta banda de indie pop francesa formada em 2008 pelo duo feminino Sylvie Hoarau e Aurélie Saada. A balada romântica conta o quanto a narradora precisa do seu amor, e por isso ela é ótima para quem quer aprender um vocabulário mais romântico ou preparar uma declaração de amor à francesa. Um dos exemplos é a letra, J’ai tellement besoin d’amour/ De tes bras, de ta voix de velours, que diz: eu preciso muito do amor/ Dos teus braços, da sua voz de veludo.

Stromae

O rapper e músico belga Stromae (Paul Van Haver) é outro dos que não pode faltar na sua lista de músicas cantadas em francês. Comece por Papaoutai, um diminutivo para a pergunta Où t’es papa où t’es ?, ou seja, “onde está você papai, onde?”. Apesar da letra triste da música, que questiona a presença do pai e está no álbum Racine Carée, esse é um dos maiores sucessos do cantor. A melodia é contagiante e essa é uma das letras mais fáceis de decorar e repetir. Por isso, certamente você irá beneficiar a sua pronúncia da língua. Também inclua na lista Alors on danse, “então vamos dançar” e Formidable, “formidável”, e não deixe de assistir aos clipes do cantor, que possui um estilo bastante excêntrico, e acompanhar as letras das músicas enquanto assiste.

ZAZ

Este é o apelido da cantora francesa Isabelle Geffroy, um fenômeno internacional recente que já fez inclusive shows no Brasil. As músicas leves e ótimas para dançar abordam os mais diversos temas, e além de deixarem a sua playlist mais animada podem também ser grandes aliadas no aprendizado da língua. Entre as mais antigas, e que fizeram bastante sucesso nas rádios, estão a alegre Je Veux (“eu quero”), e a balada mais triste Éblouie par la nuit  (“ofuscada pela noite”), na qual ela parece estar nostálgica, com dor de cotovelo e canta  Éblouie par la nuit à coups de lumières mortelles/Faut-il aimer la vie ou la regarder juste passer ?/De nos nuits de fumettes, il ne reste presque rien/ que des cendres au matin (Ofuscada pela noite por golpes de luzes mortais/Uma última volta estendendo a mão ao fim/Eu esperei 100 anos nas ruas em preto e branco/Você veio assobiando).

Serge Gainsbourg

Quem gosta de cultura francesa já deve ter ouvido falar no nome de Serge Gainsbourg. Se ainda não ouviu nada do cantor, adicione astro francês à sua playlist assim que puder. Ele foi casado por anos com a musa inglesa Jane Birkin, teve uma carreira longeva e hoje é um dos ícones da música do seu país. Além de canções agradáveis, o repertório dele é formado por letras fáceis de entender, e por isso indicadas para quem está aprendendo a língua. Uma das mais famosas é Je t’aime moi non plus, título que pode ser intepretado de diversas maneiras, como “te amo, mas não demais”. A balada ultra romântica, que ele canta ao lado da então mulher Jane Birkin,  foi um verdadeiro escândalo na época do lançamento no final da década de 1960 pelo seu forte apelo sensual, que pode ser observada no trecho Je vais, je vais et je viens/Entre tes reins/Je vais et je viens/Entre tes reins/ Et je me retiens, que significa: Eu vou, eu vou e eu venho/Eu vou e eu venho/entre suas coxas/Eu vou e eu venho/E eu me seguro. O sangue criativo é tão forte na família que os dois são pais da atriz Charlotte Gainsbourg, que foi outra musa inspiradora das músicas do pai.

Joséphine Baker

Escutar Josephine Baker é praticamente entrar na cena de um filme da década de 1920. Nascida nos Estados Unidos e naturalizada francesa, a cantora e ativista começou a fazer sucesso justamente nesta época, e diversas de suas canções são bastante convidativas para quem quer mergulhar nesse estilo vintage e aprender francês com esta diva. Comece com as músicas La Conga Blicoti, que inclusive foi utilizada na trilha sonora do filme Meia-noite em Paris, de Woody Allen, e exalta a alegria de dançar a conga. Outra dica é  Paris Mes Amours que celebra a cidade luz e deixa qualquer um com vontade de visitar a cidade após escutar os versos Paris, tes boulevards/Sont tous des vieux amis/Paris où danse le bonheur/Et tes chansons légères (Paris, seus bulevares / São todos velhos amigos / Paris, onde a felicidade dança / E suas canções de luz).

Dê uma olhada na nossa playlist para aprender francês e passar no teste Delf!

APRENDA MAIS FRANCÊS!
BAIXE O APLICATIVO DA BABBEL
Qual idioma você gostaria de aprender?