Gírias em inglês dos anos 20 

Em 100 anos, muitas coisas podem mudar em um idioma.
Gírias em inglês dos anos 20

Os Loucos Anos Vinte são famosos pela agitada vida noturna e contribuições importantes para a música, literatura, arte e moda. Foi um período pós-guerra marcado por incrível decadência, que culminou na Grande Depressão.  Desde então, os anos 1920 têm desfrutado de inúmeros renascimentos. Na metade dos anos 2010, por exemplo, festas temáticas no estilo O Grande Gatsby estavam a todo vapor. Agora que estamos nos anos 20 (ainda que não os “loucos”), está na hora de rever as gírias que marcaram os 1920.

Sim, algumas palavras entram e saem de moda rapidamente. Porém, assim como o icônico corte de cabelo bob, será que elas não merecem mais uma chance à luz do sol? Junte-se a nós para uma viagem de volta às gírias dos Loucos Anos Vinte.

Gírias em inglês dos anos 20 – expressões populares

The Cat’s Pajamas

Significado: literalmente, “os pijamas do gato”, para se referir a quem é o melhor no que faz ou é a pessoa mais cool

Talvez você já tenha ouvido essa expressão, que se refere a alguém que é muito cool e/ou bom no que faz. Outras versões excêntricas dessa frase incluem combinações como the eel’s ankle (o tornozelo da enguia) e the monkey’s eyebrows (as sobrancelhas do macaco), mas elas não se popularizaram. Deve haver algo inerentemente impressionante (isto é, fofo) na imagem de um gato de pijamas, mas como esse elogio tão particular surgiu? 

Como figura de linguagem, a expressão fazia sentido na época. Cat era usado para descrever as pessoas mais cool do mundo (ou seja, melindrosas e jazzistas). Pajamas (ou pyjamas, na grafia não americana) vem do hindustâni pāy-jāma ou do persa pāy-jāmeh e se refere a roupas confortáveis e soltas usadas quando você não quer sair de casa. Na época, essa era uma tendência emergente na moda. 

Juice Joint 

Significado: um bar, uma casa noturna

Obviamente, os gatos e as gatas de pijamas precisam de um local descolado para passar a noite, e o local ideal é um boteco típico dos anos 1920, um juice joint. O substantivo juice (suco) pode remeter a uma cadeia de lojas de sucos e batidas, mas não se engane. Nos anos 1920, a Lei Seca estava em pleno vigor, com bares e botecos ilegais sendo abertos nas grandes áreas metropolitanas mais rápido do que você consegue falar I have to go see a man about a dog (Eu preciso ir ver um homem por causa de um cachorro), um código usado para comprar uísque. 

Códigos para palavras relacionadas a bebidas alcoólicas eram muito usados então, pois o consumo era ilegal. As pessoas precisaram ser criativas para nomear substâncias e atividades ilícitas e manter viva a vida noturna clandestina. Juice, aliás, ainda é usado como eufemismo para bebidas alcoólicas. Talvez não seja o mais charmoso dizer que você está indo para um juice joint, mas com certeza soa mais instigante do que ir a uma simples boate.

On A Toot

Significado: beber todas

Seguindo o tema, essa pode ser a maneira mais divertida de chamar uma noite de bebedeira. Não sabemos direito qual é a origem exata dessa expressão, mas toot é uma palavra surpreendentemente versátil. Além de designar aquelas desagradáveis nuvens de gás que todos os seres humanos soltam dos seus traseiros, toot também pode se referir à cocaína, ao ato de buzinar ou, até mesmo, a um monte de bobagens. 

A expressão To toot one’s horn, que significa falar sobre si e suas conquistas com soberba, pode ter influenciado, pois algumas pessoas tendem a se sentir autoconfiantes demais depois de alguns copos de bebida. De toda forma, going on a toot é uma frase que soa bastante engraçada, e só podemos imaginar as pessoas nos 1920 se embriagando em excesso e perdendo toda a compostura.

Giggle Water/Juice

Significado: bebida alcoólica

Ok, prometemos que essa é a última gíria dos 1920 relacionada a bebidas alcoólicas que incluímos na nossa lista. (O que dizer? Ironicamente, a Lei Seca realmente ajudou a intensificar o consumo de bebidas alcoólicas.) Como já dissemos, as pessoas precisavam inventar nomes criativos para bebidas ilícitas, e giggle water (algo como “água que provoca risadinhas”) deve ser uma das soluções mais encantadoras que já ouvimos. Muito melhor do que hooch, outra expressão para bebidas alcoólicas ilícitas. 

Juice era uma gíria bastante popular nos anos 1920, pois também era usada para se referir a bebidas não alcoólicas. Como em noodle juice (suco de macarrão). Um gíria para “chá”, que certamente ganha da também usada brain juice (suco de cérebro).

Egg 

Significado: um homem, alguém que vive de forma extravagante

Quem conhece o inglês falado na Nova Zelândia deve estar se perguntando por que essa palavra foi incluída na lista, uma vez que egg é uma gíria para se referir a pessoas irritantes e estúpidas naquele país. Também não é incomum chamar uma pessoa ruim de rotten egg (ovo podre) ou bad egg (ovo ruim). Por outro lado, você poderia chamar alguém de good egg (ovo bom), mas é um elogio um tanto quanto inusitado.

Nos anos 1920, egg era uma gíria para “homem”, como em What’s up, egg? (E aí, cara?). Mas também podia se referir a uma pessoa rica que vive com muito luxo. Esse uso talvez venha da obra de F. Scott Fitzgerald, em que West Egg é o bairro fictício onde o Grande Gatsby dava festas chiquérrimas e vivia uma vida luxuosa ao lado da elite recém-endinheirada.

Know Your Onions

Significado: saber do que você está falando, ter conhecimento 

Sem dúvida, dizer que a pessoa “conhece as cebolas dela” é um modo criativo de elogiar alguém que sabe o que está fazendo, mas só podemos imaginar se essa expressão aleatória surgiu do conhecimento peculiar que é saber cortar uma cebola sem lacrimejar? 

Bem, isso ninguém sabe. Alguns especularam que essa frase foi criada em referência ao editor do Dicionário Oxford, C. T. Onions. Com certeza, o Sr. Onions era um grande sábio, mas infelizmente essa teoria foi desmentida. De fato, a palavra onions não tem um sentido específico nessa expressão, pois há versões diferentes dessa figura de linguagem com outros alimentos, como oats, apples e, é claro, eggs.

Glad Rags

Significado: roupas elegantes que você usa para sair à noite

Este ano, a gente bem que poderia usar um pouco mais de animação, por isso, de todas as palavras desta lista, estamos torcendo para que glad rags seja a gíria que volte com tudo. Glad vem de várias palavras germânicas que significam “brilhante” e “liso”. Com o tempo, a palavra em inglês acabou obtendo o sentido de “feliz” ou “alegre”. Hoje em dia, glad rags é considerado um termo ultrapassado do inglês britânico para roupas elegantes. Pode parecer uma contradição chamar roupas de boa qualidade de rags (trapos), mas a expressão é bem interessante.

Na verdade, ela vem da virada do século passado, mas os Loucos Anos Vinte eram a época ideal para tirar o pó de vestimentas sofisticadas e cair na pista de dança. Mas hoje você não precisa ser um gato de pijamas ou uma melindrosa para se vestir bem: coloque sua música favorita no volume máximo e vista aquilo com que você se sente bem.


Você achou o texto sobre gírias em inglês dos anos 20 interessante? Leia mais sobre as outras décadas:

Descubra o mundo graças aos idiomas. Aprenda com jogos, podcasts, aulas ao vivo e muito mais no app da Babbel.
COMECE AGORA!
Compartilhar:
Lili Steffen

Em 2017 Lili realizou o seu sonho de viver em Berlim, onde está atualmente aperfeiçoando os seus conhecimentos de alemão em uma imersão na língua. Com formação em sociologia e ativismo feminista, ela procura qualquer oportunidade para apoiar trabalhos ligados à saúde reprodutiva e familiar local e à justiça. Lili gostaria de ter mais tempo para desfrutar dos seus interesses que incluem o ciclismo indoor, o aprendizado autodidata de modelos 3D e o consumo de tudo o que esteja relacionado a histórias de crimes reais.

Em 2017 Lili realizou o seu sonho de viver em Berlim, onde está atualmente aperfeiçoando os seus conhecimentos de alemão em uma imersão na língua. Com formação em sociologia e ativismo feminista, ela procura qualquer oportunidade para apoiar trabalhos ligados à saúde reprodutiva e familiar local e à justiça. Lili gostaria de ter mais tempo para desfrutar dos seus interesses que incluem o ciclismo indoor, o aprendizado autodidata de modelos 3D e o consumo de tudo o que esteja relacionado a histórias de crimes reais.