Entrevista de emprego: como ter outros idiomas no currículo pode turbinar as suas chances!

Você não precisa ter um talento para aprender um idioma, mas é necessário ter a vontade de aprender. Na hora da entrevista, mostrar fluência pode ser importante, mas acredite, mostrar que você pode ficar fluente é mais ainda!
Author's Avatar
Entrevista de emprego: como ter outros idiomas no currículo pode turbinar as suas chances!

Como se sair bem em uma entrevista de emprego? Qual a importância de ter outros idiomas no currículo? Quem anda à procura de um trabalho sabe o perrengue que é. Alguns dizem que procurar um emprego é um trabalho em si mesmo. E é difícil não concordar com isso. Inúmeros currículos enviados, entrevistas de emprego que não acabam mais para, no fim, você nem ao menos receber uma resposta explicando o motivo por você não ter conseguido aquela vaga.

Entrevistas de emprego e processos de recrutamento requerem muitas horas de preparação. Neste artigo, vamos te dar algumas dicas sobre como preparar o seu currículo da maneira correta, evitar alguns erros clássicos e sugerir algumas maneiras para você se preparar para aquelas entrevistas que irão exigir o máximo do seu desempenho e poder de persuasão, passando para o recrutador a mensagem de que você realmente está à frente dos outros candidatos, e que tem qualidades adicionais a oferecer. Você já parou para pensar sobre como ter outros idiomas no currículo e o domínio de uma segunda língua pode ser usado como diferencial, e como uma poderosa arma para sair na frente dos outros candidatos?

Pensando nas dinâmicas de grupo, e como as entrevistas sempre caminham para a famigerada pergunta “onde você se vê daqui 5 anos?”, separamos aqui algumas dicas para você ir além das obviedades e realmente impressionar no processo seletivo, quando falar sobre o seu nível de inglês, espanhol, alemão, ou qualquer outra língua. E, claro, também damos alguns conselhos para você se sair bem em uma entrevista de emprego e finalmente conseguir dar o próximo passo na sua carreira!

1. Você não precisa ter talento para ser bilíngue, mas precisa ter vontade de aprender

O mercado de trabalho valoriza muito o fato de se ter qualquer talento que o diferencie dos outros, mas esquece muitas vezes que para as pessoas chegarem ao nível de excelência que têm, elas passaram por um longo processo de dedicação e esforço.

O mesmo vale para o aprendizado de idiomas, e como você pode apresentar isso no seu currículo. Como Você pode falar que está estudando o inglês básico, ou inglês para negócios com um vocabulário mais específico, e que adoraria  ter a chance de praticar mais e melhorar o seu nível de fluência nesse idioma. Indo mais além, imagina como seria incrível se você tivesse um nível de inglês razoável, para poder até mesmo descolar entrevistas de emprego em inglês (por exemplo no exterior, ou no Brasil em grandes empresas multinacionais) Já pensou em como essa possibilidade poderia abrir portas e aumentar o seu leque de opções exponencialmente?

Como disse Vitor, nosso gerente de projetos do departamento de didática aqui na Babbel:

“Não pense que idiomas estrangeiros são somente algo interessante ou um detalhe a mais no currículo. Poder afirmar que você possui outros idiomas no currículo podem lhe abrir oportunidades com as quais você nem sonhava.”

2. Inglês é diferencial, mas o espanhol ou qualquer outro idioma também pode ser

Muitas empresas pedem o inglês como língua estrangeira, de acordo com esta pesquisa da Catho. Mas, se você aprendeu espanhol ou tem mais afinidade com um outro idioma, isso também pode contar, e muito, no seu currículo. Além disso, se você já conseguiu aprender a falar um novo idioma, já percebeu o impacto positivo na sua vida, e com certeza vai querer continuar e aprender outros também.

Descubra aqui quais são as 7 melhores línguas para o mercado de trabalho

3. Não tenha medo de errar, e se errar, reconheça o erro.

Em entrevistas de emprego, é perfeitamente normal o nervosismo tomar conta e dar aquele branco na hora de provar que sabe um idioma estrangeiro. Se isso acontecer no meio de uma entrevista de emprego, reconheça seu erro, fale para o entrevistador que você precisa de mais um tempo, ou até mesmo admita que não estudou X mas que sabe Y. Isso pode ser um grande diferencial. Lembre-se, a honestidade e a cortesia aqui são essenciais.

Certamente vale a pena repetir as formas de cortesia e os verbos modais. Com esta última, você pode gentilmente pedir para repetir uma pergunta ou para que o entrevistador esclareça uma questão que foi incompreensível para você naquele momento. Além disso, você pode rejeitar firmemente, mas ao mesmo tempo calmamente, a taxa e os termos e condições de emprego propostos, apresentando a sua contra-proposta.

Exemplos de réplicas úteis e rejeições em uma entrevista de emprego:

Desculpe, você poderia repetir isso?

Posso fazer a pergunta?

Eu acho que gostaria de negociar esta oferta.

O importante é você mostrar claramente que apesar de não conhecer um assunto específico, existem outros que você domina e que as suas qualidades vão além daquela pergunta.

4. O treinamento para a entrevista de emprego faz o mestre. 

Cada entrevista de emprego é diferente, mas muitas vezes, algumas perguntas-chave são repetidas por inúmeros recrutadores. Por exemplo, perguntas sobre nossa experiência anterior, as razões pelas quais estamos nos candidatando a uma posição específica, ou nossas expectativas financeiras. Portanto, vale a pena navegar na Internet para preparar uma lista de possíveis problemas. Vale a pena preparar respostas para você mesmo. Leia-as várias vezes para que as palavras e frases-chave fiquem em sua mente. Então você ficará impressionado não só pelas suas habilidades linguísticas, mas também pela sua capacidade de formular argumentos e respostas factuais, estando preparado para qualquer situação inesperada durante a entrevista de emprego em si.

5. Apenas 3% das pessoas no Brasil possuem outros idiomas no currículo

A Catho fez uma pesquisa e constatou que apenas 3% das pessoas no Brasil são fluentes em inglês. O que isso significa? Bom, em primeiro lugar, se você realmente fala inglês você tem uma grande vantagem, mas também mostra que se você não fala tão bem mas está em um nível intermediário, isso já te coloca à frente de praticamente toda a sua competição por uma vaga no mercado de trabalho.

Possuir o Inglês ou outros idiomas no currículo vão turbinar as suas chances de conseguir uma vaga de trabalho, simplesmente pois a maioria dos outros candidatos não tem essa possibilidade e isso é o grande diferencial em ser bilíngue, e mostra o quanto isso pode impactar considerávelmente a sua carreira e as suas chances no mercado de trabalho competitivo atual.

Por isso, mesmo que você esteja começando a aprender, já coloque no currículo que sabe o básico do idioma, e se esforce para aprender pelo menos o vocabulário necessário para a sua área na hora da entrevista. Alguns recrutadores (principalmente em empresas multinacionais onde o domínio de um segundo idioma é muito valorizado) podem até mesmo optar por fazer parcialmente uma entrevista em Inglês ou no idioma do país de origem da empresa, e se você estiver preparado para encarar esse desafio, você com certeza estará bem perto de conseguir o seu objetivo: Sair a frente de todos os outros candidatos e mostrar o seu grande diferencial.

6. Possuir outros idiomas no currículo pode dobrar o seu salário

Como dito no item anterior, dominar um segundo idioma é uma grande vantagem dentro do mercado brasileiro. Você não precisa falar fluentemente, mas se já souber o suficiente para compreender textos e e-mails vai passar na frente de muitas pessoas no processo seletivo.

E por fim, se a empresa já chamou você para um tête-à-tête é porque algo no seu currículo chamou a atenção ou agradou quem seleciona (saiba mais como preparar um currículo em inglês). Daqui para frente é praticar sua simpatia, mostrar que quer mesmo trabalhar, e lógico, em se tratando de dominar um idioma, estamos aqui para ajudar.

7. Elaboração eficiente do currículo e uso correto da linguagem

A elaboração do CV e da carta de apresentação é obrigatória antes mesmo de se pensar em uma possível entrevista de emprego,  mas para algumas pessoas é uma atividade frustrante. A Internet está cheia de exemplos, mas não vale a pena tomar atalhos com esses documentos.

Seu currículo deve ser conciso e factual, portanto evite frases de menor complexidade. O recrutador ou futuro empregador deve ser capaz de navegar facilmente pelas suas informações e qualificações profissionais. Além disso, a transparência das expressões escritas e orais só confirmará sua eficiência na forma de se comunicar, e a sua confiabilidade.

8. Determinação do nível de fluência em outros idiomas no currículo

Determine o nível correto de fluência dos idiomas que você pretende incluir no seu currículo. Para isso você pode utilizar a classificação adotada pelo Conselho da Europa (6 níveis de A1 a C2)  ou pelo nosso guia de níveis de língua inglesa. Vale a pena gastar algum tempo com eles, pois um nível definido incorretamente pode causar confusão durante uma entrevista.

Lembre-se que, ao se preparar para uma entrevista de emprego, você aumenta suas chances de sucesso. Um currículo impecável combinado com respostas substantivas durante a entrevista certamente será apreciado por um recrutador ou potencial empregador. Não se esqueça, porém, do sorriso e da atitude positiva, que constituem a segunda metade do sucesso.

Você não precisa de mais do que 15 minutos para fazer uma lição do nosso app, e lembrando, a primeira lição de TODOS OS CURSOS é gratuita! Gostou das nossas dicas de como se sair bem em uma entrevista de emprego? Fale na nossas redes sociais como a Babbel ajudou você!

Boa sorte!

QUER DAR O PRÓXIMO PASSO NA SUA CARREIRA?
BAIXE O APLICATIVO DA BABBEL
Qual idioma você gostaria de aprender?