9 expressões em espanhol que você precisa saber para falar como Pablo Escobar

Falta muito pouco para a estreia da segunda temporada de Narcos. A seguir, mostramos 9 palavras imprescindíveis para que você fale com um verdadeiro Patrón.
Author's Avatar

Se você ficou viciado na primeira temporada de Narcos, então sabe que a segunda está quase começando. Ahorita pues é hora de afinar o seu espanhol para saber que diabos está acontecendo! Nós aproveitamos para preparar algumas frases em espanhol que são usadas frequentemente na série que você possa admirar ainda mais o caráter de Don Pablo.

Porém, caso seja uma das poucas pessoas que não assistiu a uma das mais famosas séries feitas sobre a Narcolombia, leia mais para conhecer uma área do léxico que é útil não apenas para negócios suspeitos, mas que também permeia muitas conversas coloquiais. Aviso aos navegantes: as frases seguintes não são para os mais fracos ou muito sensíveis.

1. PLATA O PLOMO

Seríamos tontos se escolhêssemos plomo, não é? Com o preço do peso do chumbo… A prata, afinal de contas, é um metal precioso e em muitos países latinos o dinheiro é assim chamado, porque a princípio ele era composto de moedas de ouro, prata e bronze. O bronze valia muito pouco e o ouro valia bastante, já a prata era abundante o que fez com que o nome perdurasse até hoje. Mas nós não queríamos falar disso sem o famoso uso que faz Pablo Emilio Escobar Gaviria desta frase. Usada quase sempre com as pessoas que quer chantagear, ela significa: ou pega o dinheiro e fica bien calladito, ou leva uma bala (de chumbo) entre o peito e as costas.

— “Ustedes eligen, ¿plata o plomo?”

2. M’IJO

Aqui está algo que não é ofensivo. Por fim um nome afetuoso, inclusive carinhoso, se me atrevo a dizer. M’ijo (ou mijo) é a contração de “mi” e “hijo”, e em Narcos parecem ser todos relacionados por algum parentesco (e muitos são), de tanto m’ijo e m’ija para cá e m’ijito para lá. Se Pablo chama você de “m’ijo” significa que você pode ficar tranquilo… por enquanto.

— “Le va a tocar caminar, m’ijo.”

Quer aprender a falar espanhol como Escobar? Então entre no nosso curso único gratuito aqui!

3. BILLETE(ICO)

Sabemos o que é um bilhete, mas bilhete na Colômbia e, mais concretamente no mundo dos narcos, é uma quantidade grande de dinheiro… E quando usam o término “billetico” fala-se de muito dinheiro, dito com um toque de ironia, claro.

—“Se ganó un billetico con esa vuelta.”

4. GONORREA

Em Narcos, existem muitos insultos, alguns muito sonoros e criativos, simples ou compostos, e este é, sem dúvida, um dos insultos estrelados. Se você não sabe o que é gonorreia… boa sorte ao procurar no Google.

—“Gonorrea malparido usted no sabe con quién se acaba de meter”.

5. COMA MIERDA

Que maneira tão amável de mandar alguém se alimentar.

Apesar da forma imperativa da expressão, o uso tão generalizado do usted na América Latina faz essa expressão soar como um convite formal na Espanha, algo como “Coma mierda, si es tan amable”, ou em bom português: “tu poderias ser tão gentil e comer essa merda”?

— “Señor Escobar, necesitamos renegociar, ¿no?”

— “Coma mierda. Coma. Mierda.”

6. PAISA

Assim são chamadas as pessoas de Antioquia e do Eixo Cafeeiro (Quindío, Risaralda e Caldas), que é a região em que está localizada Medellín, centro da série e da vida de Pablo Escobar. Um paisa é um compadre, alguém de sua terra, um parce, com dizem lá aos amigos.

— “(Reportera) Pablo Escobar ha sido llamado el -Robin Hood paisa-.”

7. GRINGO (hijoeputa)

Estes dois adjetivos se podem usar juntos ou separados. Gringo, por outro lado, é a palavra usada para se referir aos norte-americanos, embora, na realidade, qualquer pessoa ligeiramente loira e não colombiana possa ser considerada gringa. Gringo hijoeputa é um insulto mais completo e, dito à velocidade adequada, fica muito mais sonoro e indiscutível, não acha?

— “Voy a pagar medio millón por cada agente de la DEA que se quiebre. Gringos hijoeputas.”

8. PATRÓN

El patrón é o chefe. Se a esta altura você ainda não sabe o nome completo, o apelido e tudo mais, você não prestou atenção suficiente ao artigo.

— “Pues nosotros hacemos lo que diga el patrón y listo.”

9. PENDEJO

Um pendejo seria alguém tonto, estúpido, covarde, de vida irregular e desordenada. É, na escala de insultos, o mais suave que Don Pablo poderia usar. Portanto, dê graças, m’ijo.

— “No te hagas el pendejo. Entrégame a tu primo y te dejaré vivir.”

Quer aprender espanhol? El Patrón com certeza aprovaria...
Clique aqui para começar

Artigos recomendados

9 passos para se espanholizar

9 passos para se espanholizar

Aprender a língua das pessoas de um país é apenas a metade do processo de integração. Você também vai precisar aprender sobre os costumes locais e comportamentos. Aqui está um olhar divertido sobre o que é necessário para se tornar um verdadeiro espanhol.
ESCRITO POR Cristina Gusano
Palavras em espanhol que eu amo

Palavras em espanhol que eu amo

Nosso editor britânico, Ed, aprendeu espanhol da melhor maneira possível: vivendo na Espanha. Ele dividiu com a gente a sua lista de palavras favoritas no idioma de Quixote.
ESCRITO POR Ed M. Wood
Quais são as diferenças entre o espanhol da Espanha e o espanhol da América Latina?

Quais são as diferenças entre o espanhol da Espanha e o espanhol da América Latina?

O espanhol falado na América Latina é muito diferente do espanhol falado na Espanha? E as diferenças mudam de país para país? Nós consultamos falantes nativos de seis países para descobrir um pouco mais sobre isso.
ESCRITO POR Cristina Gusano
Author Headshot
Cristina Gusano
Cristina Gusano começou a falar mesmo antes de aprender a andar, e podemos comprovar que ela não parou até agora. Ela estudou História da Arte e se especializou em Comunicação, Redes Sociais e Marketing Cultural. Moradora de Berlim desde 2011, ela se juntou à Babbel como escritora em 2015. Ela gosta de enviar cartas, à moda antiga, para sua família e amigos e de cantar enquanto anda de bicicleta. Siga-me no Twitter.
Cristina Gusano começou a falar mesmo antes de aprender a andar, e podemos comprovar que ela não parou até agora. Ela estudou História da Arte e se especializou em Comunicação, Redes Sociais e Marketing Cultural. Moradora de Berlim desde 2011, ela se juntou à Babbel como escritora em 2015. Ela gosta de enviar cartas, à moda antiga, para sua família e amigos e de cantar enquanto anda de bicicleta. Siga-me no Twitter.
Qual idioma você gostaria de aprender?